Topo

Seleção Brasileira


Seleção minimiza derrota para o Peru e reclama de gramado nos EUA

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

11/09/2019 02h19

Os jogadores da seleção tentaram minimizar a derrota por 1 a 0 para o Peru no amistoso desta madrugada, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Esse foi o primeiro revés desde a Copa do Mundo, quando a equipe de Tite perdeu para a Bélgica nas quartas de final.

Com testes, como colocar Neymar apenas no segundo tempo, o treinador viu uma equipe errando bastante na criação e assustando pouco a defesa peruana. Marquinhos afirmou que até a condição do gramado atrapalhou.

"Creio que foi um jogo bastante disputado, nós vínhamos de dois jogos bons contra eles e bons resultados. Sabíamos que eles viriam para buscar o resultado e fizeram o que tinha que fazer. O campo não ajudou muito. A bola quicou muito. Tentamos forçar passe pelo meio, mas as duas equipes erraram muito. Sabíamos que era jogo de uma bola, e eles foram felizes na bola parada", afirmou o zagueiro em entrevista transmitida pela TV Globo.

"Foi uma batida muito boa. Tinha uma batida quase do mesmo lugar na Arena Corinthians e eles quase fizeram o gol, conseguimos anular. Hoje conseguiram fazer o movimento, mas vamos analisar melhor. Aconteceu tudo muito rápido", completou.

Fagner, que recebeu chance no lugar de Dani Alves, pediu para a seleção ficar atenta ao atual momento por conta das Eliminatórias da Copa do Mundo que estão cada vez mais próximas.

"Sem dúvida, sabemos da força do futebol sul-americano. Não tem seleção mais boba. Fizemos um jogo consistente, criamos bastante e tivemos chance de fazer o gol. Acabamos penalizados por uma bola parada no fim do jogo. Precisamos crescer e amadurecer o quanto antes nestes jogos para chegarmos forte nas Eliminatórias", finalizou.

Mais Seleção Brasileira