Topo

Wilson explica ida ao Atlético-MG: "Bom para mim e para o Coritiba"

Wilson, novo goleiro do Atlético-MG, fala sobre o que espera no clube - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Wilson, novo goleiro do Atlético-MG, fala sobre o que espera no clube Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

04/09/2019 15h47

Já regularizado na CBF e pronto para estrear, Wilson foi apresentado como novo reforço do Atlético-MG na tarde de hoje. O goleiro de 35 anos conta que teve outras chances de deixar o Coritiba, clube com o qual tem contrato até dezembro de 2020. Contudo, sempre optou por ficar no Couto Pereira. A mudança de postura se deu por algumas alterações em sua rotina na capital paranaense.

O veterano se tornou reserva de Alex Muralha após sofrer uma lesão e o Coritiba pensava em negociá-lo por conta da atual situação financeira.

"Recebi essa proposta do Atlético Mineiro, nessa longa caminhada no Coritiba, deixei passar muitas oportunidades de sair, mas a do Atlético mexeu comigo neste momento. O Coritiba passa por um bom momento na Série B. Não estava atuando por estar vindo de uma lesão", declarou.

"Era uma boa oportunidade para mim e para o Coritiba, que não passa por um momento financeiro muito bom. Eu pude ver várias vezes jogando no Independência contra a torcida do Galo. Estou muito feliz por ter a torcida ao meu favor. Independente de tempo de contrato, se vou estar aqui por quatro meses ou quatro anos, quero fazer o meu melhor para ajudar aqui, assim como foi por onde passei", acrescentou.

Com contrato de empréstimo até o fim de 2019, o goleiro sonha também com a possibilidade de um título internacional: a Copa Sul-Americana 2019.

"Mais um fator determinante para essa escolha, uma oportunidade muito boa e espero que a gente consiga. Se eu tiver a chance de estar no grupo da Sul-Americana, espero que a gente consiga", declarou.

Atlético-MG