Topo

Hoje rival, Fábio Carille influenciou Rodrigo Santana em ida ao Atlético-MG

Rodrigo Santana escutou conselho de Fábio Carille ao fechar com o Galo - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Rodrigo Santana escutou conselho de Fábio Carille ao fechar com o Galo Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

01/09/2019 04h00

Rodrigo Santana está no Atlético-MG desde 2018. Em menos de um ano, ele foi de coordenador das divisões de base a técnico do time profissional. Mas se não fosse Fábio Carille, rival no jogo de hoje, às 19h (de Brasília), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, talvez a carreira tivesse tomado outro rumo.

Depois de um bom trabalho pela URT entre 2017 e 2018, Rodrigo teve a chance de assumir a coordenação técnica do sub-20 do Atlético. O que poderia ser visto como um passo atrás na carreira foi avaliado de forma distinta pelo treinador graças a um conselho do amigo que está à frente do Corinthians.

Logo que recebeu o convite do presidente Sérgio Sette Câmara, Rodrigo procurou Fábio Carille para saber o que deveria fazer em sua carreira. A resposta fez com que ele optasse por uma mudança para a capital mineira, deixando o profissional da URT para atuar nas categorias de base.

"Quando tive a oportunidade de vir para o Atlético, já estava batendo nas cabeças com os times do interior. Quando tive a proposta do Atlético, eu pensei: 'Preciso estar perto do Galo'. Eu quis conhecer e precisava de um clube grande. Conversei com muitos treinadores amigos meus, o Carille é um grande amigo meu e me disse: 'Rodrigo, você precisa estar em um clube grande para ver como é, como será a sua carreira'. Estou feliz", disse o técnico Rodrigo Santana em novembro do ano passado, em entrevista à Rádio 98fm.

"Eu parei de jogar futebol profissional com 28 anos. Para mim, foi muito duro. Eu cheguei a pensar que poderia jogar mais quatro anos, mas se deixasse essa carreira, poderia me preparar para ser profissional. Eu estava observando muitos treinadores da nova safra que estão se dando bem, exemplos de Mauricio [Barbieri], que estava no Flamengo, Roger [Machado], Fábio Carille. Eles vinham da base, com mais tempo de casa e ficaram mais próximos de um clube grande", acrescentou na mesma entrevista.

Às vésperas do jogo de hoje, Rodrigo Santana foi novamente questionado sobre o amigo que defende as cores do Corinthians.

"Fábio é um cara que admiro o trabalho dele, sou fã do trabalho, me ajudou muito, me ensinou muito. Gosto de ver o time dele jogar pela organização, pelo equilíbrio que tem também. É difícil jogar diante da torcida deles", concluiu.

Ficha técnica
Corinthians x Atlético-MG

Motivo: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 1º de setembro de 2019 (domingo)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa/GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)

Corinthians
Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Ralf (Gabriel); Ramiro (Pedrinho), Júnior Urso, Mateus Vital e Clayson (Everaldo); Boselli (Vagner Love).
Técnico: Fábio Carille.

Atlético-MG
Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos (Lucas Hernández); Jair, Elias, Juan Cazares e Vinícius; Yimmi Chará e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana.