Topo

Botafogo recebe "adversário ideal" para se recuperar e colar no G-6

Diego Souza tem tido bom aproveitamento contra times da parte de baixo da tabela - VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO
Diego Souza tem tido bom aproveitamento contra times da parte de baixo da tabela Imagem: VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/08/2019 04h00

O Botafogo recebe a Chapecoense nesta segunda-feira, às 20h (horário de Brasília), no Nilton Santos. Após ser derrotado pelo Corinthians, o Alvinegro vê o adversário ideal em circunstâncias perfeitas para se recuperar no Campeonato Brasileiro.

Mais do que isso, um resultado positivo pode levar o time alvinegro aos 25 pontos, colando no G-6 - que garante vaga na Copa Libertadores em 2020. Com os resultados do fim de semana, o Atlético-MG se manteve com 27 pontos, sendo o último integrante do grupo, em sexto lugar.

Tida como adversária ideal para o Botafogo voltar a subir, a Chapecoense perdeu cinco dos sete jogos que fez como visitante na competição. Além disso, o Botafogo tem sabido fazer o dever de casa contra equipes que estão na parte de baixo da tabela, caso da Chape.

Na 10ª posição, com 22 pontos, o Alvinegro conquistou 19 deles contra esse tipo de adversário. Isso representa um aproveitamento de 86,3%. Com o cenário montado, não é difícil apontar o Botafogo como favorito para o duelo dessa segunda, no Nilton Santos.

"O adversário é muito difícil, mesmo em situação complicada, vem de vitória, num momento de transição de treinador. Vamos tentar fazer um bom jogo. Fazendo grande partida, ficamos mais perto da vitória", ponderou Eduardo Barroca.

Para a partida o treinador conta com os retornos de Joel Carli e Alex Santana, lesionados no último jogo. A dupla era dúvida até a véspera, pois tinha participado de poucos treinamentos durante a semana. Além disso, Rodrigo Pimpão deverá ser barrado por Lucas Campos.

BOTAFOGO X CHAPECOENSE

Data e hora: 26/08/2019, às 20h (horário de Brasília)
Local: Estádio Nilton Santos (Engenhão)
Arbitragem: Edna Alves Batista (SP)
Auxiliares: Marcelo Van Gasse (SP) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Rodrigo Ferreira do Amaral (SP)

Botafogo
Gatito Fernandéz; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e Bochecha; Luiz Fernando, Lucas Campos e Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

Chapecoense
Tiepo, Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araujo, Campanharo, Augusto e Camilo; Arthur Gomes e Everaldo
Técnico: Emerson Cris