Topo

Indicações negativas deixam Inter pessimista sobre liberação de Guerrero

Paolo Guerrero deve ser chamado pela seleção peruana para amistosos e desfalcar Inter - Ricardo Duarte/Inter
Paolo Guerrero deve ser chamado pela seleção peruana para amistosos e desfalcar Inter Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/08/2019 18h32

O Inter está pessimista sobre a liberação de Paolo Guerrero. Ainda que não tenha sido informado oficialmente, algo que só ocorrerá na convocação da seleção peruana, o clube tem cada vez menos esperanças da liberação do jogador dos amistosos contra Equador e Brasil.

Por se tratar de uma data Fifa, a seleção não abre mão de poder contar com seu principal jogador. Após reunião com a Federação Peruana de Futebol, o diretor executivo do Inter, Rodrigo Caetano, entregou solicitação formal para que o comandante de ataque não seja chamado, mas a resposta foi que a decisão será do técnico Ricardo Gareca.

Segundo informou o jornal Líbero, do Peru, não há possibilidade do jogador desfalcar a seleção nos amistosos. E a negativa contempla a ideia colorada, que desde o início via a situação com bastante cautela.

O Inter também tinha a CBF como alvo e a meta de mudar a data do jogo de volta da semifinal. Mas, pelo acúmulo de competições no calendário, já não vê alternativa para isso.

Confirmando-se a convocação, que será realizada dia 23 de agosto, Paolo Guerrero perderá dois jogos eliminatórios pelo Inter. Como o Peru encara o Equador dia 5 de setembro e o Brasil no dia 10, ambos os jogos nos Estado Unidos, o atacante ficará fora dos confrontos contra Cruzeiro, em duelo de volta da semifinal da Copa do Brasil, dia 4 de setembro, e no primeiro jogo de uma eventual final, marcado para dia 11 de setembro.