Topo

Esporte


Atlético de Madri diz ter provas para exigir mais R$ 336 mi por Griezmann

Antoine Griezmann quando atuava pelo Atlético de Madri - David Aliaga/Getty Images
Antoine Griezmann quando atuava pelo Atlético de Madri Imagem: David Aliaga/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/07/2019 09h32

O presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, disse que o clube tem provas de que Antoine Griezmann e Barcelona já estavam acertados antes da redução da multa rescisória e por isso emitiu um comunicado avisando que exigirá o pagamento de mais 80 milhões de euros (cerca de R$ 336 milhões) pela transferência.

"Se o clube fez o comunicado é porque tem provas", disse Cerezo em entrevista à Rádio "RAC1", justificando o comunicado no qual o Atlético de Madri disse que "já começou os procedimentos que considera adequados para a defesa de seus direitos e interesses legítimos".

Na última sexta-feira, o Barcelona depositou 120 milhões de euros (cerca de R$ 507 milhões) para contratar Griezmann, valor que passou a vigorar em julho deste ano. Em caso de transferências realizadas até junho, o contrato entre o atacante e o Atlético de Madri previa 200 milhões de euros de multa rescisória (cerca de R$ 843 milhões).

O Atlético de Madri alega que o acerto entre Barcelona e jogador ocorreu antes da redução da multa e, por isso, exige o pagamento da diferença de 80 milhões de euros (cerca de R$ 336 milhões).

Griezmann anunciou sua saída do time de Madri no dia 14 de maio mesmo com contrato em vigor. Na ocasião, o atacante não divulgou quem pagaria a multa rescisória, embora a imprensa espanhola considerasse certa a transferência para o Barcelona.

Cerezo disse que está decepcionado com a atitude do jogador. "Estou decepcionado pela atitude do jogador porque queria sair e não nos disse nada até o último minuto", disse.

Mais Esporte