PUBLICIDADE
Topo

Peruanos vão treinar no Bota após não toparem dividir sala com Flu

Guerrero comemora com Polo após marcar o terceiro gol do Peru contra o Chile na Copa América - Wagner Meier/Getty Images
Guerrero comemora com Polo após marcar o terceiro gol do Peru contra o Chile na Copa América Imagem: Wagner Meier/Getty Images

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/07/2019 18h33

Classificação e Jogos

O desentendimento que marcou o treino de hoje do Peru fez com que a seleção finalista da Copa América marcasse a atividade de amanhã para o Estádio Nilton Santos, do Botafogo. A informação foi repassada pela assessoria de imprensa da Federação Peruana de Futebol (FPF). O Comitê Organizador Local (COL) confirmou a troca.

Todo o imbróglio teve origem na questão envolvendo a sala de coletiva do CT do Fluminense, local escolhido pelos peruanos para o trabalho desta sexta. O Flu, que também treinava no local, tinha entrevistas agendadas com Miguel e Marcos Paulo. Um representante da cúpula da Federação Peruana de Futebol (FPF) não aceitou a sugestão tricolor de uso compartilhado do espaço, o que gerou o desentendimento.

As cobranças dos peruanos pegaram muito mal entre os tricolores, que alegaram cumprir tudo o que estava acordada em contrato com a organização da Copa América. De acordo com o Flu, os únicos espaços exclusivos das seleções são campo de treino e vestiário.

Os tricolores ficaram muito insatisfeitos com a postura dos visitantes, que atribuíram ao clube o problema. O UOL Esporte apurou que o Comitê Organizador Local (COL) viu a atitude dos alvirrubros como "um grande exagero".

O treino no CT tricolor começou com atraso de quase uma hora, já que o calendário oficial da competição apontava o início da atividade para 10h. Assim que o ônibus alvirrubro chegou, os jogadores do Flu ainda treinavam no outro campo. Com a demora peruana e a necessidade de fazer com que a imprensa saísse do local, os horários das entrevistas ficaram muito próximos, o que aumentou o problema.

Esporte