Topo

Esporte


Como o torcedor mais famoso do Peru viaja para ver a seleção sem gastar

Torcedor peruano, David Chauca Quispe, conhecido como "El Israelita" - José Eduardo Martins/UOL
Torcedor peruano, David Chauca Quispe, conhecido como "El Israelita" Imagem: José Eduardo Martins/UOL

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

25/06/2019 12h00

A paixão pelo futebol parece não ter limites. O torcedor mais famoso do Peru, David Chauca Quispe, conhecido como "El Israelita", deixou a família em Lima para acompanhar a seleção nesta Copa América e nunca mediu esforços pelo seu time - chegou a jejuar por 24 horas e a sacrificar cordeiros para ver o seu país novamente em uma Copa do Mundo, algo que não aconteceu durante 36 anos até 2018, na Rússia.

Ao menos na parte financeira, o trabalhador da construção civil tem um apoio para viajar e fazer as suas "loucuras". Os integrantes da Congregação Israelita de Jeová se cotizaram para bancar as aventuras.

"Para todos os lugares que o Peru vai, eu vou. Aqui, estou pela Copa América. Estava na Rússia, na Copa do Mundo, e vou para o Qatar em 2022. Há nove anos que acompanho essa seleção. Sou israelita, do Peru. Agora, vou para a Bahia acompanhar a minha seleção. Eles me mandam as passagens e vou de avião. Até porque é tudo tão longe aqui no Brasil. Sou representante da minha congregação. Sou como um embaixador, um ministro. Como represento o meu povo, querem que eu esteja bem, não fique na rua", disse o torcedor religioso, que entrega cartilhas religiosas nas portas dos estádios.

"Por onde eu passo, distribuo os dez mandamentos e os ideais da congregação. Vim para o Brasil com cinco mil panfletos escritos em português", completou David, que fez questão de deixar um exemplar com a reportagem.

O Israelita também chama a atenção por causa de sua indumentária. Além das faixas, das bandeiras e dos panfletos religiosos, o torcedor costuma ir para os estádios vestido com uma túnica vermelha e branca. Com sua barba comprida, atende aos inúmeros pedidos para tirar fotos. Além dos jogos, ele vai para as portas de hotéis onde os jogadores estão hospedados e para os treinamentos da seleção peruana.

"Todos os jogadores me conhecem. Converso com o Guerrero e canto com eles", garantiu David, que não se assusta com o fato de o Peru ter sofrido uma goleada de 5 a 0 para o Brasil na última rodada da fase de grupos da competição. "Foi como um puxão de orelhas a derrota para o Brasil. Agora, vamos para uma revanche, com fúria", previu o religioso.

Missão Salvador

E David já sabe sua próxima parada. Com a confirmação dos confrontos das quartas de final, o torcedor acompanhará o Peru em Salvador, no sábado (29), no duelo contra o Uruguai na Arena Fonte Nova. Resta saber se será o último destino na Copa América ou se a viagem - sem custos - seguirá.

Mais Esporte