Topo

Seleção Brasileira


Preocupado com gramado criticado por todos, Tite faz visita à Arena Grêmio

Arena do Grêmio tem sido duramente criticada pelo estado do gramado - Diego Vara/Reuters
Arena do Grêmio tem sido duramente criticada pelo estado do gramado Imagem: Diego Vara/Reuters

Danilo Lavieri, Jeremias Wernek, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em Porto Alegre

24/06/2019 12h57

Preocupada com o estado do gramado para o jogo de quinta-feira, a seleção brasileira fez uma visita à Arena Grêmio na manhã de hoje, às 9h. Tite e Edu Gaspar foram ao campo de jogo para vistoriar o terreno de jogo, deram uma volta em todo local e não gostaram do que viram. O adversário nas quartas de final será definido pela noite.

O estádio gremista foi duramente criticado por todos os times que atuaram por lá, inclusive Suárez, do Uruguai, e Messi, da Argentina. O camisa 10 do Barcelona, inclusive, deu entrevista ontem após a vitória contra o Qatar para afirmar que tudo está em péssimo estado na Copa América.

A Fonte Nova também recebeu duras críticas por suas condições. O Brasil não pôde nem treinar no estádio em Salvador na véspera do jogo contra a Venezuela, como manda o protocolo. Na ocasião, Dudamel, técnico venezuelano, estendeu as críticas até à logística.

O estado do gramado é considerado fundamental por Tite e por sua comissão técnica. O treinador elogiou publicamente a situação do terreno na Arena Corinthians e no Morumbi.

A Arena Grêmio comentou a situação em nota oficial:

A Arena do Grêmio esclarece que as condições do gramado dependem de algumas variáveis. A combinação de duas delas em particular tem retardado a recuperação plena do mesmo:

A primeira e mais importante é relacionado ao clima. A Ryegrass (grama utilizada no inverno) se desenvolve melhor em temperaturas mais baixas, o que não está ocorrendo em Porto Alegre neste período. Aliada ao sombreamento do inverno (metade do campo), as temperaturas estão mais elevadas, retardando o desenvolvimento da mesma e a sua recuperação pós atividades.

A segunda refere-se justamente à frequência do uso do gramado: Pelas características da competição, durante o período de 14 a 23 de junho o gramado foi utilizado em 7 ocasiões (três partidas, um treino de reconhecimento e três treinos de aquecimento no pré-jogo). Os treinos exigem muito do gramado e o afetam de forma heterogênea, apresentando mais desgastes em algumas áreas do campo, dependendo das atividades realizadas.

Estas duas variáveis em concomitância tem contribuído para uma recuperação mais lenta do nosso gramado. Estaremos empenhados e realizando os manejos adequados para alcançar as condições necessárias para a pratica do melhor futebol em nossa arena.

Seleção Brasileira