Topo

Esporte


Zamorano aposta em estrelas e vê Chile forte por título: "Time muda o chip"

Diego Salgado/UOL Esporte
Imagem: Diego Salgado/UOL Esporte

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/06/2019 17h50

Uma das maiores lendas do futebol chileno está no Brasil para a Copa América e confia em uma mudança completa na realidade da equipe de Reinaldo Rueda. Horas antes da estreia do atual bicampeão do torneio diante do Japão, no Morumbi, o ex-centroavante Iván Zamorano enxerga a Roja como uma das favoritas e justifica a análise com dois fatores: ambiente de competição e a presença de estrelas como Alexis Sánchez e Arturo Vidal

"Se o Chile quiser ser protagonista, tem que evoluir. Não pode pensar nas coisas ruins que fizeram durante o caminho. A ideia é melhorar e preparar melhor. Sabemos que quando há competição, o Chile se transforma, muda o chip, cresce e chega ao seu mais alto nível", declarou o antigo centroavante da seleção chilena, em conversa exclusiva com o UOL Esporte.

Para Zamorano, a vitória contra os japoneses é fundamental para "mudar o chip" e afastar as lembranças ruins da campanha ruim nas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018. A presença de nomes como Alexis Sánchez e Arturo Vidal no elenco, e como protagonistas, aumenta a confiança do antigo jogador, que encarou o Brasil nas oitavas de final do Mundial de 1998.

"Chile tem que ir passo a passo; hoje é fundamental para a classificação. Chile está melhorando aos poucos e formando um grupo da maneira com que foi bicampeã da Copa América, com Vidal, com Alexis, com Isla, com Medel e com Eduardo Vargas. Eles permaneceram e vamos ver como funciona. Temos confiança e fé que, quando jogam competições assim, fazem o melhor", declarou.

Entre os pilares do Chile bicampeão está Cláudio Bravo, ausente da seleção desde a eliminação no qualificatório para o Mundial da Rússia. Sem comentar sobre o desfalque do capitão aqui no Brasil, Zamorano preferiu destacar as novas referências, horas antes do primeiro jogo na Copa América.

"O [Erick] Pulgar é um destes grandes nomes. Ele está em uma posição fundamental para os últimos êxitos da seleção chilena. Rueda confia nele, pois é um cara jovem e que está indo muito bem no Bologna (Itália). É uma nova geração que acredito muito e que dará muito êxito ao Chile", completou.

Aos 52 anos, Zamorano atua como comentarista esportivo nesta Copa América. Como atacante de destaque na década de 1990, Zamorano defendeu grandes clubes como Real Madrid e Internazionale; na Itália, fez parceria com Ronaldo Fenômeno.

Esporte