PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Entenda a cronologia da acusação de estupro contra Neymar

Neymar na delegacia no Rio, onde prestou depoimento sobre fotos vazadas  - Thyago Andrade/AgBrazilNews
Neymar na delegacia no Rio, onde prestou depoimento sobre fotos vazadas Imagem: Thyago Andrade/AgBrazilNews

Do UOL, em São Paulo

10/06/2019 04h00

Uma semana depois de o UOL mostrar que a modelo Najila Trindade registrou um Boletim de Ocorrência contra Neymar por estupro, o caso envolvendo o astro do PSG com a modelo teve reviravoltas e desdobramentos.

Desde o dia 15 de maio, quando aconteceu o encontro em Paris, a estrela do futebol passou a ser investigado por vazamento de fotos íntimas, a modelo afirmou que seu apartamento foi invadido, trocou de advogados, de casa e até o repórter veterano da Globo Mauro Naves foi envolvido.

O UOL Esporte mostra tudo o que aconteceu para que você entenda o que já aconteceu e o que está por vir.

A acusação de estupro

31 de maio: UOL tem acesso com exclusividade ao boletim de ocorrência que Najila Trindade registrou contra Neymar por estupro. A agressão teria ocorrido em um encontro no hotel Sofitel Paris Arc de Triomphe, em Paris, no dia 15 de maio. A modelo alegou ter sentido medo enquanto estava na Europa para não ter registrado o crime ainda na capital francesa. E esperou duas semanas no Brasil por conselho de seu ex-advogado.

Neymar é investigado por vazamento de fotos íntimas

1 e 2 de junho: Depois que a notícia de que o B.O. foi registrado se tornou pública, Neymar divulgou um vídeo para se defender da acusação, na madrugada de sábado (01) para domingo (02). Na publicação, feita em sua conta no Instagram, o jogador mostrou fotos íntimas, nas quais Najila aparecia nua e em poses sensuais.

As fotos tinham trechos desfocados e estavam em meio aos prints de trocas de mensagens expostas pelo jogador para tentar mostrar que a relação sexual entre os dois foi consensual. A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática entrou no caso por causa do vazamento das imagens sem a permissão de Najila e o vídeo foi retirado do perfil do astro pelo próprio Instagram.

Advogados de Neymar falam com delegada em SP

4 de junho: Enquanto o jogador treinava com a seleção brasileira em Teresópolis (RJ), um dos advogados de Neymar esteve na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, para uma reunião com a delegada titular do caso, Juliana Bussacos. André Filipe Tanabe ficou 40 minutos no local e saiu sem falar com a imprensa.

Do lado de Najila, o ex-marido da modelo, Estivens Alves, veio a público para falar que o ex-casal convive bem e que o filho pequeno foi exposto pelo jogador e estava sofrendo com chacotas na escola.

Najila mostra o rosto pela primeira vez

5 de junho: Cinco dias após a denúncia, a modelo ganhou um rosto público ao dar a primeira entrevista para relatar sua versão do que aconteceu no dia 15 de maio, em Paris. Ela optou por falar a Roberto Cabrini, no SBT. Na entrevista, Najila admitiu que foi para a França com o intuito de fazer sexo com Neymar, mas detalhou o momento em que o jogador teria ficado violento.

"Ele (Neymar) me virou, cometeu o ato, e eu pedi para ele parar. Enquanto ele cometia o ato, ele continuava batendo na minha bunda violentamente. Eu virei depois, tudo muito rápido, em questão de segundos, depois me virei. Eu falei 'para, para, não'. Eu falei. Ele não se comunicava muito, ele só agiu", disse.

Vídeo de 1 minuto mostra Neymar sendo agredido

Noite de 5 de junho: Najila teria um vídeo de sete minutos gravado durante o segundo encontro que teve com Neymar no hotel de Paris, em 16 de maio, mas apenas um minuto desse vídeo foi divulgado. Na gravação, Neymar aparece, ele e Nájila pulam na cama e aparentemente se beijam quando a modelo muda de comportamento e começa a gritar e dar tapas no jogador.

"Mas eu vou te bater. Sabe por quê? Porque você me agrediu ontem, você me deixou aqui sozinha", grita Najila, enquanto Neymar rebate: "Calma, calma".

Mauro Naves é afastado da cobertura esportiva da Globo

Noite de 5 de junho: Em meio às notícias sobre a acusação de estupro, uma surpresa nos bastidores do jornalismo da Globo foi exposta em editorial lido por Willian Bonner, no Jornal Nacional: Mauro Naves, repórter esportivo da emissora, foi afastado da cobertura da Copa América. O motivo: envolvimento no caso Neymar.

Segundo a Globo, Mauro foi afastado porque passou o contato de Neymar pai ao primeiro advogado de Najila Trindade, José Edgard Bueno, para que o profissional marcasse uma reunião com representantes do astro. Esse auxílio para marcar o encontro foi informado à emissora apenas naquela tarde. Ele segue afastado das coberturas esportivas do canal.

Ex-advogado de Najila é acusado de extorsão

5 de junho: A defesa de Neymar diz que comunicou à polícia sobre a tentativa de extorsão. Essa acusação é uma repercussão do envolvimento do advogado José Edgard Bueno com o caso. Ele foi o primeiro representante de Najila no caso, mas foi dispensado - a divulgação do fim do acordo aconteceu dois dias antes. Bueno foi acusado de traição pela modelo e de tentativa de extorsão pela família de Neymar após um encontro na casa do pai do atleta, em São Paulo. Bueno disse que foi uma armadilha do pai do jogador.

Já Najila acusa Bueno de tentar impedi-la de denunciar os fatos e de aconselhá-la a não fazer exame de corpo de delito após seu retorno ao Brasil. Bueno prestou depoimento à polícia sobre o caso.

O UOL Esporte apurou que, em seu depoimento, sempre que foi perguntado sobre o que a modelo havia relatado a ele sobre o tema, ouviu apenas que a modelo pediu para o jogador ser menos violento na relação sexual que tiveram. Por isso, Bueno a orientou a apresentar acusação de agressão e não de estupro.

No mesmo dia em que deixou Bueno, Najila já era atendida por outra advogada. Foi nesse dia que ela registrou o boletim de ocorrência contra o jogador por estupro. Hoje, a modelo é atendida por Danilo Garcia de Andrade, o terceiro profissional que cuida do caso representando.

Neymar é cortado da Copa América e depõe no RJ

Madrugada de 5 para 6 de junho: Na mesma noite em que Najila apareceu pela primeira vez na TV, Neymar entrou em campo pela seleção brasileira em amistoso contra o Qatar. O jogador sofreu uma lesão ligamentar no tornozelo direito e acabou cortado da Copa América na madrugada.

Noite de 6 de junho: De volta ao Rio de Janeiro, já na noite seguinte, Neymar depôs à polícia sobre a acusação de crime digital. Em sua fala às autoridades, relatou que teve ajuda de assessor e de um técnico de informática para fazer o vídeo publicado no dia 1º de junho e permitiu que a polícia visse o conteúdo das mensagens em seu celular.

Novas conversas entre os dois são divulgadas

6 de junho: A continuação da conversa entre Najila e Neymar no dia seguinte ao encontro em Paris também foi divulgada. No papo entre os dois, a modelo fala das nádegas vermelhas e Neymar se defende afirmando que ela "pedia mais". "As marcas você foi culpada também hahaha você pedia mais", escreveu Neymar. "Tá doido? Eu pedi para parar e você até pediu desculpas, mas agora mais uma pra terapia", respondeu Najila.

A modelo também falou com Neymar no dia 2 de junho, após a divulgação do vídeo no Instagram do jogador. "Você não mostrou a conversa toda", fala a modelo, que também pede, em áudio, para o jogador "ser homem e assumir o que fez".

Najila diz que apartamento foi invadido e teve tablet roubado

6 de junho: Longe de casa desde sua identidade se tornar pública, Najila Trindade relatou à ex-advogada Yasmin Pastore Abdalla que sua casa havia sido invadida na madrugada após a divulgação da entrevista sobre o caso no SBT.

A polícia foi até o local para perícia e detectou sinais de arrombamento leves. As digitais colhidas pelos peritos batem com as de Najila e de um amigo que faz parte do círculo social da modelo. O síndico do condomínio registrou boletim de ocorrência negando a invasão. O laudo sobre o caso ainda não está pronto.

7 de junho: O episódio do apartamento ganhou mais um detalhe após o depoimento de Najila na sexta (07): a modelo afirmou que seu tablet, que teria a íntegra do vídeo de seu segundo encontro com Neymar, foi levado na invasão.

Modelo conta, em depoimento, como Neymar a teria estuprado

7 de junho: Em mais de 5 horas de depoimento, Najila relatou como teria acontecido o estupro no hotel de Paris, em 15 de maio. Segundo ela, o casal trocou carícias e a modelo decidiu não transar com Neymar porque eles não tinham camisinha.

À polícia, Najila contou que Neymar bateu em suas nádegas e continuou, mesmo após pedidos para parar. Ela disse "que nesse momento Neymar começou a lhe desferir mais tapas nas nádegas, puxou-a fortemente pelo braço, virando-a de costas, puxou seus cabelos e a penetrou. A declarante afirma que a todo momento pedia para que ele parasse", diz o documento obtido pelo UOL Esporte.

A modelo deixou a delegacia de defesa da mulher, em Santo Amaro, carregada pelo advogado após passar mal. Ela foi encaminhada ao hospital e liberada em seguida.

Neymar deve depor no início da semana em São Paulo

7 de junho: Ainda sem data confirmada, o depoimento de Neymar em São Paulo deverá acontecer no início da semana. Sua advogada, Maíra Fernandes, esteve na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, e disse aos jornalistas que é do interesse do jogador depor. "Próximo passo é trazer ele pra prestar depoimento. Não tem data, mas é data próxima. No começo da próxima semana", disse a advogada na saída da delegacia na última sexta.

Advogado ameaça deixar o caso se vídeo não aparecer

8 de junho: O último episódio do caso Neymar aconteceu no sábado, quando Danilo Garcia de Andrade disse ao UOL Esporte que deixará a defesa de Najila Trindade caso o suposto vídeo do segundo encontro entre a modelo e Neymar em Paris não apareça e a cliente não apresente provas - a não apresentação do vídeo, por exemplo, está ligado ao arrombamento do apartamento.

"Se a investigação policial a respeito do eventual arrombamento onde residia Najila mostrar que não houve arrombamento, deixarei o caso. Pois a relação advogado-cliente é baseada sempre na confiança. Não havendo confiança, não há motivo para permanecer", disse o profissional.

Najila relata problemas de saúde em entrevista e não responde sobre tablet

9 de junho: Najila Trindade deu mais uma entrevista, desta vez ao Domingo Espetacular, da Record. A modelo disse que está "sofrendo outros crimes" e pensou que seu nome seria mantido em sigilo por lei, quando foi denunciar Neymar.

"Acreditei na lei. Achei que meu nome ia ficar em sigilo. Sigilo. Eu confiei. Eu jamais imaginei que eu estaria na internet e exposta para todo mundo. Até porque isso é um crime. Está tudo distorcido, tudo errado. Minha vida virou do avesso. Eu tento gritar, mas ninguém me escuta", disse Najila.

Futebol