Topo

Futebol


Atlético-MG recebe Palmeiras em 1º grande teste de jogo cego no Brasileiro

Palmeiras, de Deyverson, jogará contra o Atlético-MG sem transmissão - Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Palmeiras, de Deyverson, jogará contra o Atlético-MG sem transmissão Imagem: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

11/05/2019 04h00

O duelo de amanhã entre Atlético-MG e Palmeiras no Mineirão é o primeiro grande teste para a Globo com jogos cegos no Campeonato Brasileiro. Embora a tabela já tenha apresentado outras partidas sem transmissão, desta vez, o nível de interesse no encontro fará o tom das reclamações aumentar. Ele está programado para o horário nobre: 16h de domingo, no Mineirão.

O principal ponto é que o duelo vale a liderança do Brasileirão. Em um campeonato de pontos corridos feito por mini-decisões, a emissora não poderá transmitir nem na TV aberta, nem no Sportv, tampouco no Premiere o jogo mais importante até aqui considerando a tabela de classificação.

Além disso, o jogo marca o primeiro encontro entre dois dos 12 principais times do país. Até então, apenas partidas envolvendo equipes como CSA e Chapecoense, que têm menos expressão no cenário nacional, ficaram sem as câmeras.

A tendência é que torcedores do Atlético-MG passem a pressionar as operadoras por não conseguirem assistir ao jogo. O Procon registra a cada dia novas reclamações de insatisfeitos que pagaram o preço cheio do Premiere e não podem assistir a todos os jogos por conta da falta de acordo com o Palmeiras e o Athlético-PR.

O Procon, aliás, já notificou as operadoras em duas ocasiões recomendando um desconto e, na semana que vem, fará um novo posicionamento, com a possibilidade até de multar caso as orientações não sejam cumpridas.

O Palmeiras também aponta que dirigentes do time mineiro cobrem pela falta de exposição de sua equipe nas telinhas. Como mostrou o blog do Rodrigo Mattos, a equipe de Belo Horizonte está entre as que estão contestando a Globo por conta de outro problema: a pesquisa do pay-per-view.

O Alviverde já deixou claro que não aceitará a multa de 20% no contrato pela sua assinatura com a Turner e expôs algumas diferenças de conceito que, no momento, inviabilizam o acerto.

A diretoria mostra confiança no jogo duro que faz no negócio após manifestações contra a emissora e a favor do time que foram registradas nos últimos dois jogos no Allianz Parque.

Mais Futebol