Topo

Seleção Brasileira


Jesus inspirado, pontas em alta e lesão dificultam Vini Jr. na C. América

 Vinicius Junior deixa a partida Real Madrid x Ajax chorando - Gabriel Bouys/AFP
Vinicius Junior deixa a partida Real Madrid x Ajax chorando Imagem: Gabriel Bouys/AFP

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

28/03/2019 12h00

Vinicius Júnior teve em janeiro e fevereiro uma ascensão meteórica, entrando no time titular do Real Madrid e impressionando a Espanha com a capacidade de criar jogadas e driblar em velocidade. Na esteira do bom desempenho, foi convocado por Tite para defender a seleção brasileira os amistosos de março, e passou a concentrar esperanças de ser sensação brasileira na Copa América. De lá para cá, se formou uma onde gigantesca de obstáculos para o jovem atacante.

Primeiro veio a lesão, ruptura de ligamento do tornozelo, diagnosticada no dia 6 de março. Vinicius foi cortado do elenco brasileiro, e não disputou os jogos contra Panamá, no último sábado, e República Tcheca, na última terça. A recuperação deve ocorrer às vésperas da convocação para a competição sul-americana, que será no dia 17 de maio.

Não bastasse a lesão, o atacante do Real Madrid viu de longe seu substituto brilhar: David Neres foi chamado e acabou tendo participação decisiva na vitória sobre a República Tcheca por 3 a 1, entrando na segunda etapa e incendiando o jogo. Foi o suficiente para entrar de vez no radar da comissão técnica e largar na frente na busca por uma vaga na Copa América.

Infelizmente para Vinicius, a competição não é só com Neres. A entrada do atacante do Ajax na rodada sacramenta a potencial corrida com Neymar, Firmino, Gabriel Jesus, Everton e David Neres por quatro vagas no setor ofensivo da seleção que disputará a Copa América. O próprio Tite admite que a competição é acirrada.

"Eu vou falar na teoria. Toda a competição que a gente fomenta, quanto mais alto nível, compete de forma leal. Não adianta ser bonzinho. O Vinicius Jr. (cortado por lesão) perdeu uma oportunidade vai ter que jogar bem no seu clube. Neres vai ter que jogar, Everton vai ter que jogar".

Dos cinco concorrentes de Vinicius, quatro se destacaram nos amistosos. Everton também teve impacto na melhora do time contra a República Tcheca. Gabriel Jesus saiu do banco de reservas para marcar dois dos três gols brasileiros - Firmino marcou o outro.

Neymar, também lesionado (recupera-se de fratura no quinto metatarso do pé direito), é Neymar. O camisa 10 da seleção só fica fora da Copa América se não estiver 100% fisicamente, algo considerado muito improvável no cronograma de recuperação.

Depois de dar um grande primeiro passo para cavar sua vaga na seleção brasileira com as atuações de janeiro, Vinicius Jr. vê seus concorrentes se aproximando - e ultrapassando. Para garantir um lugar na lista de Tite no 17 de maio, se recuperar da lesão não deve bastar: o jovem atacante precisa correr contra o tempo para estar em campo o quanto antes e lançar uma nova arrancada.

Mais Seleção Brasileira