PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira


Neymar diz ser horrível ficar fora e minimiza 1 a 1: objetivo é para frente

Do UOL, em São Paulo

24/03/2019 08h38

Presente na tribuna do Estádio do Dragão para acompanhar o empate por 1 a 1 da seleção brasileira com o Panamá, o atacante Neymar disse, em entrevista à "CBF TV", que é horrível ficar fora e ter de torcer pelos seus companheiros sem poder ajudar em campo.

Recuperando-se de uma fratura no quinto metatarso do pé direito, o jogador do PSG disse que viajou de Paris a Porto para matar as saudades de seus amigos da seleção e torcer por uma vitória, o que não ocorreu.

"Feliz de rever os companheiros. A saudade é grande sempre de estar presente, de estar com eles. Feliz de vê-los jogar, encontrar, conversar um pouco e acompanhar a seleção. Saudade de todo mundo, do ambiente que é maravilhoso. Sempre satisfatório estar por aqui", disse.

"Ver da arquibancada é horrível. Torcer é horrível, mas sempre que pode estar torcendo um pelo outro, principalmente quando é jogo do Brasil, estamos na torcida", completou.

O empate por 1 a 1 acabou sendo frustrante para a seleção, mas Neymar minimizou os efeitos. Para o jogador, a seleção está em início de trabalho depois da Copa do Mundo de 2018 e ainda vai melhorar bastante para os "objetivos mais à frente". O time de Tite disputa a Copa América a partir de junho.

"Não foi o resultado que queríamos, mas é começo de trabalho, evolução, de cada um se conhecer cada vez mais. Isso é o mais importante. É o começo, nosso objetivo é um pouco mais para frente e a gente sabe que precisa melhorar bastante", disse.

Seleção Brasileira