PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Neymar tentou invadir vestiário dos árbitros, mas foi contido, diz rádio

Franck Fife/AFP
Imagem: Franck Fife/AFP

Do UOL, em São Paulo

07/03/2019 14h55

Neymar ficou indignado com a decisão da arbitragem de marcar pênalti de Kimpembe nos minutos finais da partida entre PSG e Manchester United. O lance resultou no gol que eliminou o time francês da Liga dos Campeões. De acordo com a rádio francesa "RMC", o jogador precisou ser contido por funcionários do PSG para não invadir o vestiário da arbitragem.

O brasileiro estava na entrada do túnel nos minutos finais da partida. Foi de lá que ele viu Kimpembe cometer o pênalti e Rashford marcar o terceiro gol do Manchester United no duelo. O lance precisou da ajuda do árbitro de vídeo para ser assinalado.

A indignação de Neymar já tinha sido vista no Instagram. "Isso é uma vergonha. Ainda colocam quatro caras que não entendem de futebol para ficar olhando o lance em câmera lenta", publicou depois do duelo.

O ataque de fúria pode resultar em problemas para Neymar. De acordo com o jornal espanhol "Sport", o ato de indisciplina pode ser enquadrado no artigo 11 do Código Disciplinar da Uefa, que fala sobre "insultos e qualquer outra atitude que viole as normas básicas de conduta". Uma decisão pode ser tomada na próxima reunião da Comissão de Ética e Disciplina da entidade, que acontece no dia 28 de março. A punição pode ir de uma a três partidas.

Neymar foi desfalque do PSG nas duas partidas das oitavas de final contra o Manchester United. O atacante se recupera de uma fratura no quinto metatarso do pé direito. Ele acompanhou o duelo no camarote.

Rafael Reis: Derrota do PSG prova que tradição no futebol não se compra

UOL Esporte

Esporte