PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corintianos são presos na Argentina com drogas e bandeiras fora do padrão

Do UOL, em São Paulo

28/02/2019 14h13

Horas antes da vitória nos pênaltis contra Racing, pela Copa Sul-Americana, em Avellaneda, 14 torcedores do Corinthians foram presos pela polícia argentina. Conforme informado ao UOL Esporte pela Agencia de Prevenção da Violência no Esporte (APreviDe), órgão do Ministério de Segurança da Província de Buenos Aires, foram apreendidas bandeiras irregulares, que excedem às dimensões aceitas pela Conmebol, além de drogas, como maconha, cocaína e pastilhas de ecstasy, e bebidas alcoólicas. 

Em um vídeo divulgado pela APreviDe, os policiais aparecem retirando uma bandeira de um torcedor que a trazia enrolada no corpo. Segundo as autoridades, a faixa de uma torcida organizada estava embaixo das roupas, presa com uma fita adesiva.

Em um novo documento sobre segurança nos estádios, divulgado em janeiro, a Conmebol proibiu a entrada nos estádios de bandeiras maiores que 2 metros por 1 metro. O próprio Corinthians, por sinal, poucos dias depois, soltou um comunicado criticando o movimento, chamando a entidade de "burocratas do futebol". 

Os torcedores foram conduzidos a uma delegacia, onde foram registradas as ocorrências. A APreviDe não informou se os torcedores seguem presos ou já foram liberados. 

Futebol