PUBLICIDADE
Topo

Famílias aceitam mediação e previsão é de indenizações do Fla em dois meses

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/02/2019 16h17

Foi realizada hoje a audiência de mediação entre Flamengo e familiares das vítimas do incêndio no CT Ninho do Urubu. O clube rubro-negro ouviu os pedidos e todas as famílias (dez mortos e três feridos) assinaram o acordo de mediação.

O desembargador Cesar Cury foi o responsável por intermediar o encontro no Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

"Todas as famílias assinaram. Acredito em mais algumas semanas. Se pudesse apostar, diria que em dois meses o processo será encerrado", afirmou.

Sobre o valor oferecido em um primeiro momento pelo Flamengo - entre R$ 300 mil e R$ 400 mil por família, além de um salário mínimo por dez anos -, o desembargador explicou que cada família receberá um valor diferente.

"A negociação é dinâmica e pode se encaminhar de várias formas. As questões são individualizadas. Há características diferentes. Podemos, eventualmente, que cada família tenha o seu valor", explicou.

"As partes estão conversando para encontrar o valor que melhor atenda cada família. Seria precipitado tabelar os valores da negociação. Teremos pelo menos mais uma audiência", completou.

O desembargador deixou claro que o objetivo é resolver as indenizações no núcleo de mediação. Caso contrário, a questão irá para a Justiça e sem prazo de solução.

"É uma situação complexa. Alcançar uma conclusão é difícil. A mediação é uma boa opção por isso. Se o juiz tiver que dar uma decisão, pode agradar alguns e desagradar outros, além de que tende a ser muito mais demorado. O processo de mediação pode se resolver em poucas semanas. Na Justiça, pode se eternizar e frustrar os familiares. É um trabalho delicado para que possamos atender aos interesses das famílias, mas estou bastante otimista", encerrou.

Pelo Flamengo, o vice-presidente geral Rodrigo Dunshee e o diretor jurídico Bernardo Accioly estiveram presentes. Nenhum deles, no entanto, conversou com os jornalistas.

Flamengo