PUBLICIDADE
Topo

Futebol

De talento a "garoto-problema": A. Farias volta ao Inter com futuro incerto

Alisson Farias disputou o segundo semestre de 2018 pelo Coritiba - Comunicação CFC
Alisson Farias disputou o segundo semestre de 2018 pelo Coritiba Imagem: Comunicação CFC

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

17/12/2018 04h00

Alisson Farias era uma das principais promessas da base do Inter. Com histórico positivo nos times inferiores, ele chegou até a ser convidado para um período de treinamentos em La Masia, CT da base do Barcelona. Mas o tempo se encarregou de esfriar a grande expectativa por ele. De volta do quarto empréstimo aos 22 anos, ele ganhou rótulo de "garoto-problema", e tem futuro incerto. 

O estigma se justifica em acontecimentos em ao menos dois dos quatro clubes que defendeu. Tanto no Criciúma, onde esteve em 2017, quanto no Brasil de Pelotas, clube que defendeu no início de 2018, as saídas ocorreram por problemas de comportamento. 

Na equipe da região sul do Rio Grande do Sul, o caso ocorreu depois da partida contra o Paysandu, em Belém. Farias queria permanecer em Porto Alegre, na viagem de retorno, para a festa de aniversário de um amigo. Mas, como todo restante do grupo, foi orientado a seguir até Pelotas e iniciar concentração para o jogo seguinte pela Série B, diante do Figueirense. 

Seguiu, mas tão logo chegou à cidade, não permaneceu na concentração. O ato irritou a direção, que o devolveu ao Colorado. 

Alisson chegou ao Inter como destaque do futebol de Santa Catarina. Era conhecido como "Alissom Azul", apelido por questões familiares. Mas em seguida perdeu a tonalidade que acompanhava seu nome por conta da relação ao tradicional oponente do Inter, o Grêmio. 

Ele subiu ao elenco principal do Colorado em 2015, jogando 16 partidas. No ano seguinte ainda teve algumas oportunidades com 11 jogos e um gol. Mas acabou emprestado ao Estoril, de Portugal, onde fez 13 jogos marcando dois gols. 

De volta, foi cedido ao Criciúma e dispensado após sete partidas por atos de indisciplina. Disputou outros 19 jogos com dois gols pelo Brasil de Pelotas, e acabou cedido ao Coritiba, terminando por lá a temporada com 17 jogos e dois gols. 

Vínculado ao Inter até o fim de 2019, não há o interesse do clube ou do atleta na permanência em Porto Alegre. Ainda sem certeza sobre o destino que tomará, ele terá outra oportunidade de romper com os problemas fora dos gramados longe da capital gaúcha. 

Futebol