PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jô minimiza pressão no Corinthians: "Sei o caminho do sucesso"

Na primeira passagem pelo Corinthians, Jô fez 16 gols em 105 jogos - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Na primeira passagem pelo Corinthians, Jô fez 16 gols em 105 jogos Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Do UOL, em São Paulo

25/01/2017 11h49

O atacante Jô voltou a vestir a camisa do Corinthians depois de 12 anos. No retorno ao clube que o revelou, o jogador de 29 anos disse que está preparado para a pressão da torcida em momentos difíceis. 

"Desde o momento que veste a camisa do Corinthians tem de estar apto para qualquer crítica. Desde que voltei só estou recebendo elogios e incentivo. Um ou outro não concorda, mas é normal. Jogador tem de estar de cabeça boa. Eu estou pronto, preparado para esse desafio. Espero que no final do ano tudo tenha dado certo", disse Jô, que foi titular nas duas partidas da Florida Cup, contra Vasco e São Paulo.

O atacante, que passou por CSKA Moscou, Manchester City, Everton, Galatasaray, Inter e Atlético-MG, além de futebol chinês e árabe, ressaltou a experiência adquirida nos últimos anos.
 
"Estou muito tranquilo. Fiquei quatro meses parado desde que saí da China, natural estar acima do peso. As críticas são boas para você ver onde está errando. O jogador precisa estar preparado psicologicamente. Eu rodei o mundo, sei mais ou menos o caminho do sucesso", frisou.
 
Apesar de mostrar tranquilidade, Jô disse que está ansioso para ajudar a equipe do Corinthians. "Além de fazer um gol, tenho de controlar a ansiedade para as coisas não saírem de qualquer jeito. Primeiro é ajudar a equipe e depois pensar em sair o gol", afirmou Jô.

Drogba

Jô comentou ainda a possibilidade de Didier Drogba defender o Corinthians na temporada 2017. Segundo o atacante brasileiro, tanto o marfinense quanto Jadson serão bem-vindos.
 
"Não sabemos em que pé está a situação, mas o Drogba é um nome fortíssimo, mundialmente conhecido. Tive o prazer de jogar contra ele. Não sabemos como está. Estamos aguardando, não cabe a gente resolver, mas se vier vai nos acrescentar bastante. Jadson também é um grande jogador que vai ajudar bastante", ressaltou.

 

Futebol