PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atacante diz ter deixado Napoli por ter sido acusado de pedófilo e mafioso

Quagliarella deixou o Napoli rumo à Juventus em 2010 - REUTERS/Alessandro Garofalo
Quagliarella deixou o Napoli rumo à Juventus em 2010 Imagem: REUTERS/Alessandro Garofalo

Do UOL, em São Paulo

14/01/2016 19h15

A passagem de Fabio Quagliarella pelo Napoli, na temporada 2009/10, teve acusações de envolvimento com a máfia, pedofilia e orgias. A revelação foi feita pelo próprio jogador, atualmente no Torino, que afirmou ter sido vítima de extorsão de um policial de Nápoles.

“Me transferi para a Juventus por causa das falsas e absurdas acusações de ser mafioso e pedófilo, além de dizerem que eu participava de orgias. Eram constantes acusações que chegavam por cartas anônimas, enviadas também de alguma maneira ao presidente (do Napoli) De Laurentiis”, afirmou Quagliarella, em declarações publicadas pelo jornal “Corriere dello Sport”.

Quagliarella deixou o Napoli em 2010 rumo à Juventus, que pagou, em duas etapas, o valor de 15 milhões de euros para contar com o jogador. Em 2014, o atacante foi vendido para o Torino.

De acordo com a publicação, o policial que teria tentado extorquir Quagliarella se chama Raffaele Piccolo. O oficial também teria agido da mesma maneira com outras pessoas famosas da cidade de Nápoles.

Futebol