PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chelsea anuncia demissão do técnico José Mourinho

Do UOL, em São Paulo

17/12/2015 12h47Atualizada em 17/12/2015 18h37

O técnico José Mourinho foi demitido do Chelsea nesta quinta-feira. A informação foi divulgada primeiro pela mídia inglesa e confirmada minutos depois pelo clube inglês.

Mourinho estava em sua segunda passagem pelo Chelsea, mas não conseguiu ter um bom rendimento nesta temporada e acabou sendo demitido apenas sete meses após conquistar o título inglês.

Em nota oficial, o Chelsea “agradeceu” Mourinho por toda sua contribuição desde seu retorno em 2013. O clube ainda disse que o técnico não conseguiu “resultados bons o suficiente nesta temporada” e em consenso decidiram pela separação. Caso o português não acerte com uma nova equipe em breve, o clube londrino pode ter que desembolsar até 10 milhões de libras (cerca de R$ 58 milhões) com o Special One, já que um contrato de renovação por mais quatro anos havia sido assinado no meio desta temporada. 

O Chelsea ainda informou que o português seguirá sendo uma figura “muito amada e respeitada” no clube e que seu retorno será muito bem-vindo no futuro.

De acordo com a BBC, Pep Guardiola, Guus Hiddink, Brendan Rodgers e Juande Ramos aparecem como opções de substitutos.

Ainda para a BBC, Mourinho confirmou que acertou sua saída depois de um encontro com os diretores do Chelsea nesta quinta-feira. O português continuaria recebendo salário até o fim da temporada como rescisão contratual.

Com 16 rodadas do Campeonato Inglês, o Chelsea é apenas o 16º colocado com 15 pontos, quatro vitórias, três empates e nove derrotas.

Na Liga dos Campeões, Mourinho conseguiu classificar o time para a segunda fase. Mas a classificação veio só na última rodada em um grupo que tinha Dinamo de Kiev (Ucrânia), Porto (Portugal) e Maccabi Tel Aviv (Israel).

Além do rendimento ruim dentro de campo, Mourinho se envolveu em diversas polêmicas fora dele. A primeira do ano foi com a médica Eva Carneiro, quando ele se irritou por ela entrar em campo para atender Hazard no fim do jogo.

Recentemente, José Mourinho identificou os problemas dos dois lados do campo que o levaram a falar em "traição" depois de ver o time sofrer sua nona derrota no Campeonato Inglês diante do Leicester City.

QUARTA QUEDA

Depois de 16 rodadas do Inglês, Mourinho foi o quarto técnico a deixar o comando de uma equipe.

Antes, as equipes que mudaram o seu comando foram o Liverpool (Rodgers por Klopp), o Swansea (Monk por Curtis) e o Aston Villa (Sherwood por Garde).

Para efeito de comparação, no Brasileirão-2015, após 16 rodadas, houve 13 mudanças de treinadores.

Futebol