PUBLICIDADE
Topo

Cadê? Vasco perde chuteiras de modo bizarro e sofre W.O. em torneio da base

Time sub-20 do Vasco levou W.O. no Campeonato Carioca por não ter chuteiras para jogar - Carlos Gregório Júnior / Site oficial do Vasco
Time sub-20 do Vasco levou W.O. no Campeonato Carioca por não ter chuteiras para jogar Imagem: Carlos Gregório Júnior / Site oficial do Vasco

Bruno Braz e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

08/06/2015 19h45

Um caso inusitado aconteceu com a equipe sub-20 do Vasco no último sábado. O time levou um W.O. no Campeonato Carioca da categoria por não ter chuteiras para enfrentar o Resende no último sábado. O clube alega que os calçados teriam caído do bagageiro do ônibus que levava a delegação para a cidade da região Sul Fluminense.

De acordo com a assessoria de imprensa do Cruzmaltino, os utensílios caíram na estrada. No registro de ocorrência feito na 94ª DP (Piraí), o preparador de goleiros da equipe informa que apenas depois de cerca de 700 metros notou-se que o container estava aberto. Alguns jogadores teriam ainda descido do veículo e ido a pé procurar os pares na estrada da Serra das Araras, mas os mesmos não foram encontrados.

Numa última tentativa, dirigentes ainda cogitaram comprar novas chuteiras em um shopping próximo, mas a ideia acabou sendo descartada.

A possibilidade de pegar os calçados do time profissional também foi rechaçada em função do elenco do técnico Doriva estar em Curitiba (PR), onde pela noite enfrentou o Atlético-PR pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Os juniores sequer chegaram à Resende e um diretor foi ao estádio em um carro particular comunicar à arbitragem sobre o incidente. Com a atitude e o registro de ocorrência anexado à sumula, o clube esperar que o duelo seja remarcado. No site da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), a entidade coloca o jogo “sub judice”.

Em seu relato, o árbitro Yuri Elino Ferreira da Cruz descreve do seguinte modo o episódio:

"A partida não foi realizada pois a equipe C.R. Vasco da Gama não compareceu ao local da partida. O quarteto de arbitragem entrou em campo no horário previsto para a realização da partida, e comunicamos ao capitão, senhor Leandro das S. Medeiros, número 3 da equipe do Resende F.C., que deveríamos aguardar o tempo regulamentar, conforme o Regulamento Geral da Competição, dentro de campo, assim como todos os atletas de sua equipe.

A arbitragem aguardou mais 15 minutos além do tempo exigido pelo RGC. Após o término do tempo, o capitão foi comunicado que não haveria a partida. Cabe ressaltar que o gerente da equipe do Vasco da Gama, o senhor Antônio José Teixeira, apresentou o registro de ocorrência conforme anexo".

O Vasco alega ter perdido 24 pares de chuteiras e 18 caneleiras, contabilizando um prejuízo total de R$ 20 mil.

Registro de ocorrência diz que foram perdidas 24 chuteiras e um saco de caneleiras - Divulgação
Registro de ocorrência diz que foram perdidas 24 chuteiras e um saco de caneleiras
Imagem: Divulgação
 

Futebol