PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Milton Cruz ganha apoio dos jogadores por permanência na comissão técnica

Milton Cruz irá comandar o São Paulo pela 11ª vez seguida na temporada - AP Photo/Matilde Campodonico
Milton Cruz irá comandar o São Paulo pela 11ª vez seguida na temporada Imagem: AP Photo/Matilde Campodonico

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

29/05/2015 12h56

Milton Cruz irá comandar o São Paulo pela última vez após a saída de Muricy Ramalho. O jogo contra o Internacional no próximo domingo pode ser um divisor de águas na carreira do treinador do time nos últimos 11 jogos. O interino, no entanto, terá o apoio dos atletas para voltar à posição anterior, ajudando Juan Carlos Osorio no banco de reservas.

"Queremos que ele fique por perto, pois entende muito de futebol. Se sair mais um cara assim, seria uma perda muito grande. Ele que montou esse São Paulo", disse Alexandre Pato nesta sexta-feira.

Milton, por sua vez, pensa até em fazer um estágio na Europa para tentar iniciar, de fato, a carreira de treinador. "Não sei o que vai acontecer. Ele (presidente Carlos Miguel Aidar) não conversou nada comigo sobre isso, mas estou fazendo o que tenho para fazer para que as coisas corram bem no São Paulo", disse há uma semana.

A ideia do elenco são-paulino é dedicar uma eventual vitória em Porto Alegre a Milton Cruz, que conseguiu sete vitórias no comando do São Paulo desde que Muricy deixou a equipe.

"Temos que fazer um grande jogo por ele e por quem mais saiu. Tem que focar no que pode ser o último jogo do Milton", disse Pato, que deve ser escalado como titular pelo treinador.

O atacante também lamentou a saída de Gustavo Vieira de Oliveira do cargo de gerente de futebol. Segundo ele, a demissão não foi comentada entre os jogadores do elenco.

"Eu falo por mim. Um dia antes conversei durante uma hora com ele. Fiquei supreso na notícia. Foi um cara que influenciou a minha vinda para o São Paulo na negociacao com o Jadson. Fiquei surpreso", disse Pato.

Futebol