PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


UOL de Primeira

Empresa pediu R$ 10,6 milhões por jogo avulso da seleção em TV aberta

Duelo entre Uruguai e Brasil (foto) pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022 não teve transmissão em TV aberta - Raúl Martínez/Getty Images
Duelo entre Uruguai e Brasil (foto) pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022 não teve transmissão em TV aberta Imagem: Raúl Martínez/Getty Images
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

18/11/2020 04h00

A Mediapro, empresa que detém os direitos das outras oito seleções das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, estabeleceu uma pedida inicial de dois milhões de dólares (R$ 10,66 milhões na cotação atual) para liberar os direitos de transmissão em TV aberta do duelo realizado ontem entre Uruguai e Brasil, em Montevidéu. Considerado alto por todos os procurados, o valor contribuiu para inviabilizar a exibição da vitória por 2 a 0 do time de Tite fora de canais fechados e plataformas de streaming.

Tradicional detentora dos jogos da seleção, a Globo tentou uma conversa até a véspera para reduzir os valores, mas viu a Mediapro irredutível. Outros canais não foram além de uma consulta. A CBF também descartou qualquer negócio desta vez. E a novela pode se repetir em março. Ainda sem um acordo para o pacote dos sete jogos restantes do Brasil fora de casa - exceto o duelo contra a Argentina, garantido em contrato ao Grupo Globo, que tem acordo com as duas confederações -, ainda não se sabe quem transmitirá o confronto da seleção contra a Colômbia, no dia 25, pela quinta rodada das Eliminatórias. (Por Pedro Ivo Almeida)

UOL de Primeira