PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Até 2021! Brasil resolve no primeiro tempo, vence o Uruguai e segue 100%

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

17/11/2020 21h54

Classificação e Jogos

A seleção brasileira manteve 100% de aproveitamento após quatro rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar ao vencer o Uruguai por 2 a 0, hoje (17), no estádio Centenário, em Montevidéu. Os gols foram marcados no primeiro tempo, por Arthur e Richarlison.

Desfalcado de nove jogadores por lesões ou diagnósticos positivos para Covid-19, enquanto o Uruguai lamentava a ausência de Suárez e mais dois jogadores pela doença, o Brasil resolveu o jogo cedo e se despediu de 2020 com quatro vitórias nos quatro jogos do ano, com 12 gols marcados e só dois sofridos, além da liderança na caminhada para o Qatar. Tite respira aliviado.

Agora, as duas seleções terão quatro meses de folga no calendário. As próximas rodadas das Eliminatórias estão marcadas para a última semana de março de 2021, quando o Brasil visita a Colômbia fora de casa e o Uruguai enfrenta a Argentina também como visitante. Jogaços.

Everton Ribeiro + 10

Everton - Lucas Figueiredo/CBF/Mowa Press - Lucas Figueiredo/CBF/Mowa Press
Éverton Ribeiro dispara com a bola dominada durante Uruguai x Brasil pelas Eliminatórias
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF/Mowa Press

Destaque contra a Venezuela, o meia do Flamengo voltou chamar atenção hoje com participações em dois gols marcados no primeiro tempo. Do lado direito do ataque, ora mais centralizado e ora mais aberto, ele venceu a maioria das disputas de bola em que se envolveu, acelerou o jogo com passes curtos, não decepcionou nas bolas longas e ditou o ritmo do ataque, como nos melhores tempos de Philippe Coutinho.

Cavani sem Suárez

Cavani - Raúl Martínez-Pool/Getty Images - Raúl Martínez-Pool/Getty Images
Edinson Cavani é expulso durante Uruguai x Brasil, jogo válido pelas Eliminatórias
Imagem: Raúl Martínez-Pool/Getty Images

Diagnosticado com Covid-19 ontem, Suárez desfalcou o Uruguai contra o Brasil. Seu substituto foi Darwin Núñez, que levou perigo com uma bola no travessão e outros lances. Ele fez companhia ao outro astro uruguaio, Cavani, que decepcionou. Além de não ter finalizado a gol nenhuma vez e perdido cinco em sete duelos pessoais pela bola, o atacante ainda cometeu falta dura em Richarlison e foi expulso com revisão do VAR aos 26 minutos do segundo tempo. Que fase!

Do 4-1-4-1 ao 4-4-2

Firmino - Raúl Martínez-Pool/Getty Images - Raúl Martínez-Pool/Getty Images
Roberto Firmino escapa da marcação de Bentancur durante o primeiro tempo
Imagem: Raúl Martínez-Pool/Getty Images

A seleção começou com Douglas Luiz de primeiro volante, Jesus, Arthur, Everton Ribeiro e Richarlison na segunda linha e Firmino de centroavante. A estratégia era troca passes num bloco mais baixo para incentivar o Uruguai a avançar e aí gerar espaço na frente. O problema é que o time errou quase 20% dos passes tentados e a estratégia não rendeu como planejado. Tinha posse de bola, mas chance de gol só criou com Gabriel Jesus antes dos cinco minutos.

Ao longo do primeiro tempo, Jesus virou centroavante junto com Richarlison, Firmino recuou como um meia-esquerda e Everton Ribeiro virou meia-direita. Não à toa, o primeiro gol teve participação direta dele acelerando o jogo... Vale mencionar que esse gol saiu quando o Uruguai tinha um aparente domínio, a fim de jogo, despachando para Darwin Núñez e Cavani brigarem na área por uma segunda bola. Núñez já tinha acertado uma bola no travessão e Godín acertaria outra depois do segundo gol do Brasil, mas sem maiores problemas.

Uruguai corre atrás

Tite - Raúl Martínez-Pool/Getty Images - Raúl Martínez-Pool/Getty Images
Tite comanda a seleção brasileira durante partida contra o Uruguai pelas Eliminatórias
Imagem: Raúl Martínez-Pool/Getty Images

Até naturalmente, pelo placar, o Uruguai se soltou mais no segundo tempo. Avançou seu bloco de marcação, ocupou mais espaços no ataque e passou a incomodar o Brasil, que recorreu a Éverton Cebolinha para ganhar terreno na velocidade. Mas aí, aos 26 do segundo tempo, Cavani deu entrada dura no tornozelo de Richarlison, foi expulso e colocou o plano de jogo de Óscar Tabárez a perder. Cáceres ainda balançou as redes, mas a arbitragem flagrou impedimento e aí a reação foi por água abaixo.

Força nas laterais

Jogadores - Raúl Martínez-Pool/Getty Images - Raúl Martínez-Pool/Getty Images
Jogadores da seleção brasileira comemoram gol contra o Uruguai em jogo das Eliminatórias
Imagem: Raúl Martínez-Pool/Getty Images

O primeiro gol da seleção saiu aos 33 minutos. Aberto do lado direito, Firmino prendeu a bola num contra-ataque para esperar a chegada de Everton Ribeiro, que girou o corpo rápido e tocou curto para o cruzamento de Danilo. No meio da área, Gabriel Jesus rolou para Arthur bater e contar com desvio antes de a bola entrar. Apenas 11 minutos depois, o segundo gol: após cobrança curta de escanteio de Everton Ribeiro pela esquerda, Renan Lodi fez o arco na área e Richarlison apareceu entre os zagueiros para acertar o cantinho do gol de Campaña.

FICHA TÉCNICA:

URUGUAI 0 x 2 BRASIL

Competição: Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, 4ª rodada
Local: estádio Centenário, em Montevidéu (URU)
Data/hora: 17 de novembro de 2020 (terça-feira), às 20h
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Claudio Rios (ambos do Chile)
VAR: Cristian Garay (Chile)
Cartões amarelos: Giménez, Cáceres (Uruguai); Douglas Luiz, Richarlison (Brasil)
Cartões vermelhos: Cavani (Uruguai)

GOLS: Arthur, aos 33/1ºT (0-1) e Richarlison, aos 44/1ºT (0-2)

URUGUAI: Campaña; Giménez, Cáceres, Godín e Oliveros; Nández, Torreira (Arambarri), Bentancur (Brian Rodríguez) e Nicolás de la Cruz (Jonathan Rodríguez); Cavani e Darwin Núñez. Técnico: Óscar Tabárez

BRASIL: Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Arthur e Douglas Luiz (Bruno Guimarães); Gabriel Jesus, Everton Ribeiro (Lucas Paquetá) e Firmino; Richarlison (Éverton Cebolinha). Técnico: Tite.

Futebol