Topo

Bélgica

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Volante belga diz que Copa na Rússia foi melhor organizada que no Brasil

Axel Witsel, durante entrevista coletiva da Bélgica - REUTERS/Toru Hanai
Axel Witsel, durante entrevista coletiva da Bélgica Imagem: REUTERS/Toru Hanai

Felipe Pereira

Do UOL, em São Petersburgo

13/07/2018 13h42

O volante Axel Witsel concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (13) e falou sobre a organização da Copa do Mundo na Rússia. O jogador belga elogiou o Mundial e acredita que o torneio foi melhor que o de quatro anos atrás, no Brasil.

- Por que perdemos? Os fatores que contribuíram para a queda da seleção
- Perrengues na Rússia: de motorista dorminhoco a hotel de filme de terror
Copa mostra que árbitro de vídeo pode minar agressões e "malandragens"

“Achei a Copa muito bem organizada. Estive na Copa do Brasil e aqui, e, na Rússia, foi melhor. Sempre que cheguei aos hotéis e estádios estava tudo funcionando", afirmou o jogador.

A Bélgica caiu para a França na semifinal e agora disputará o terceiro lugar contra a Inglaterra, no próximo sábado (14), às 11h (de Brasília), em São Petersburgo. Depois do jogo, Witsel não pretende assistir à decisão entre franceses e belgas no domingo (15).

“Não vou assistir (à final). Nós temos que fazer coisas com todo o time e com os fãs na Bélgica no domingo. E, quando estiver de férias, vou desligar do futebol. Sobre favoritos, acho que França vai vencer a Copa", disse.

O volante jogou no futebol russo de 2012 a 2016 e defendeu o Zenit nestes anos. Agora novamente em São Petersburgo, cidade onde atuou por tanto tempo, o jogador espera terminar com o terceiro lugar do Mundial.

"Preferíamos não voltar aqui (a derrota na semifinal também foi em São Petersburgo). Tínhamos um objetivo, mas queremos terminar e tomaremos o jogo muito a sério. Queremos vencer por nossos torcedores e por nós mesmos", declarou.

"Ainda é um jogo de Copa. Não é todo dia que você pode ser terceiro na Copa. Claro que à noite, após o jogo (da semifinal), foi difícil, mas tivemos apoio da família. E o time está motivado e quer terminar em alta, porque é importante para todos nós", finalizou.

Mais Bélgica