PUBLICIDADE
Topo

Esporte

PSG faz transmissão no Facebook para a França e quebra exclusividade de TV

Jogadores do PSG comemoram gol de Mbappé contra o Manchester United pela Liga dos Campeões - Phil Noble/Reuters
Jogadores do PSG comemoram gol de Mbappé contra o Manchester United pela Liga dos Campeões
Imagem: Phil Noble/Reuters

João Henrique Marques e Leandro Carneiro

Do UOL, em Paris (França) e São Paulo (SP)

13/02/2019 14h19

O Paris Saint-Germain se envolveu em uma queda de braço com a RMC, emissora francesa que detém a exclusividade sobre os direitos de transmissão dos jogos da Liga dos Campeões da Europa. Na última terça-feira (12), a página do Facebook do clube francês transmitiu equivocadamente a vitória por 2 a 0 sobre o Manchester United, em Old Trafford, para a França. O clube, a princípio, limitaria a exibição do duelo somente para o Brasil.

A veiculação do duelo ao vivo quebrou a exclusividade da RMC sobre a principal competição europeia. O próprio PSG reconheceu o erro nesta quarta-feira (13) e emitiu uma nota oficial sobre o assunto, alegando um equívoco na geolocalização durante a transmissão na rede social [ver a nota na íntegra no fim].

Leia mais

"Na sequência de um problema de geolocalização, o jogo entre Manchester United x Paris Saint-Germain foi acessível a um público global por um curto período a partir da página do Facebook do clube de Paris. As equipes do Facebook estão trabalhando para esclarecer os eventos que se desdobraram para que isso não aconteça novamente", explicou, em nota, o PSG.

Em nota oficial, a RMC comemorou o recorde de audiência com a transmissão, mas reforçou que irá "cobrar explicações pela violação de direitos".

"Um acontecimento grave aconteceu com a transmissão do jogo ao vivo na página do Facebook do PSG. Nós queremos do PSG e do Facebook todas as explicações após essa violação de direitos de transmissão. Nos colocamos no direito de pedir todas as reparações necessárias tendo em vista que tivemos danos de imagem e comercial importante", disse.

A reportagem do UOL Esporte também procurou o Esporte Interativo, também envolvido nesta queda de braço entre time e emissora na França. O veículo de mídia que possui exclusividade dos direitos para a televisão brasileira repassou a responsabilidade do caso para o Facebook, que não se pronunciou até a publicação desta reportagem.

"Os direitos de transmissão dos jogos no Facebook são do próprio Facebook. Nesse caso, somos responsáveis apenas pela produção do jogo. Temos os direitos apenas para os jogos transmitidos na Pay TV", declarou, em nota, o Esporte Interativo.

Segundo o jornal Le Parisien, a exibição do duelo no Facebook do PSG alcançou mais de 1,4 milhão de pessoas. A RMC, de acordo com a publicação, paga 350 milhões de euros [R$ 1,4 bi] por ano para a Uefa pela exclusividade da Champions League e da Liga Europa,

Em campo, o Paris Saint-Germain deu um passo fundamental para se classificar para as quartas de final da principal competição continental ao bater os ingleses fora de casa por 2 a 0 - mesmo sem contar com Neymar e Edinson Cavani.

Para perder a vaga encaminhada, o time parisiense precisa perder por três gols de diferença. O Manchester United pode avançar com uma vitória por dois gols de vantagem, desde que anote pelo menos três tentos no duelo do próximo dia 6 de março, no Parque dos Príncipes, em Paris.

Confira a nota completa do PSG:

Na sequência de um problema de geolocalização, o jogo entre Manchester United x Paris Saint-Germain foi acessível a um público global por um curto período a partir da página do Facebook do clube de Paris. 

As equipes do Facebook estão trabalhando para esclarecer os eventos que se desdobraram para que isso não aconteça novamente

A pedido do Facebook, dono dos direitos para a Liga dos Campeões no território brasileiro e após aprovação da Uefa, o clube de Paris concordou com um 'cross-post' com a página do Esporte Interativo no Paris Saint-Germain, da mesma forma do que no jogo contra o Liverpool, em 28 de novembro.

Este sistema de cross-post, criado pelo Facebook, é para compartilhar os jogos de uma página - aqui do Esporte Interativo - para outra - a do PSG, mantendo a geolocalização original.

Esta geolocalização deveria ter limitado o público ao território brasileiro, mas infelizmente este não foi o caso, uma vez que o conteúdo estava acessóvel na página global do clube de Paris. Assim que o problema foi identificado, o PSG decidiu remover imediatamente o link em questão

Esporte