PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Ainda estou vivo. Se eu perder, podem me matar", diz Guardiola

Guardiola lembrou que Bayern ainda pode reverter derrota para o Atlético - Reuters / Sergio Perez
Guardiola lembrou que Bayern ainda pode reverter derrota para o Atlético Imagem: Reuters / Sergio Perez

Do UOL, em São Paulo

29/04/2016 11h48

O técnico do Bayern de Munique, Pep Guardiola, reagiu às críticas recebidas após a derrota por 1 a 0 para o Atlético de Madri no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões. O espanhol lembrou que ainda há um jogo para tentar reverter o resultado na Allianz Arena antes dele ser "dado como morto".

"Todos já me mataram, mas ainda estou vivo. Ainda falta uma partida. Se eu perder, podem me matar, mas ainda tenho uma oportunidade", afirmou Guardiola.

"Não gostaria que me acontecesse o mesmo que na última temporada contra o Barcelona", completou, lembrando a eliminação na semifinal de 2015 para seu ex-clube.

O treinador ainda explicou sua opção por começar a partida com Thomas Müller no banco de reservas. Segundo ele, a intenção foi alargar o campo usando Douglas Costa e Coman bem abertos nas pontas.

"Eu adoro que Müller jogue, e talvez tivesse sido melhor que ele jogasse, mas eu tive que tomar uma decisão. Não foi nada contra ele, apenas táticas", disse Guardiola.

Esporte