PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem River e viagens longas: Como D'Ale espera a Libertadores para o Inter

Meia do Inter fez projeções sobre retorno do clube ao torneio sul-americano - Ricardo Duarte/Inter
Meia do Inter fez projeções sobre retorno do clube ao torneio sul-americano Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

17/12/2018 12h01

Nesta segunda-feira (17) a partir das 21h30 (de Brasília), em Luque, no Paraguai, o sorteio da Libertadores tornará conhecidos os adversários do Internacional na fase de grupos do torneio. E para o capitão D'Alessandro, o ideal é não enfrentar o River Plate e, com sorte, escapar de viagens longas.

O motivo para evitar o atual campeão da competição mais importante do continente é afetivo. Cria do River, D'Ale não gostaria de defender um dos clubes de seu coração contra o outro.

"Não gostaria de enfrentar o River. Tenho uma história lá, um carinho enorme pelo clube, é um dos clubes, junto com Inter, mais importantes da minha vida, da minha carreira, e não gostaria. Depois, sabemos que podemos pegar equipes difíceis, denominadas grandes. O importante, de repente, é não ter viagem longa. Isso facilita muito, significa uma vantagem importante. E depois, para enfrentar, quando entra na Libertadores não dá para escolher", disse.

Aos 37 anos, D'Alessandro conhece a competição. Pelo Inter, conquistou em 2010 e ainda foi eleito melhor jogador da América na oportunidade.

"Chegamos num patamar passo a passo, tranquilo, de vagar. Tem que ser como no Brasileiro, de menor a maior. Sabendo que nosso time não está cheio de estrelar, mas é um time forte, que mostrou ser competitivo, aguerrido, e que luta de igual para igual com Palmeiras, Flamengo, de repente os times mais fortes do Brasil em termos econômicos e de elenco. Vamos entrar de vagar. Vamos fazer uma boa pré-temporada, um Gauchão, bom, e a Libertadores tem dois campeonatos. Tem que classificar primeiro, não importa como, e depois tem o mata-mata", disse o gringo.

D'Alessandro não acompanhará o evento. Na hora em que os nomes dos adversários serão conhecidos, o atleta estará embarcando para Argentina, onde passará férias.

"Ainda não consegui ver meus pais, meus amigos. Vou para Argentina aproveitar as férias, não vou poder ver o sorteio", explicou.

O Internacional estará representado pelo diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano, o vice de futebol Roberto Melo e o ex-goleiro Benítez no sorteio. A Libertadores para o clube gaúcho tem previsão de início para março, já que pela classificação o Colorado escapou da fase preliminar e entra direto na separação em grupos.

Futebol