PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ônibus de River e Boca chegam sem incidentes ao Santiago Bernabéu

Delegações chegaram sem incidentes no estádio Santiago Bernabéu - Juan Medxina/Reuters
Delegações chegaram sem incidentes no estádio Santiago Bernabéu Imagem: Juan Medxina/Reuters

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, de Madri (Espanha)

09/12/2018 16h30

Um dos maiores temores da segurança de Madri era realizar a escolta das delegações de River Plate e Boca Juniors para o Santiago Bernabéu em completa segurança. Ao contrário do último dia 24, quando o ônibus do Boca acabou atacado por torcedores rivais, o transporte neste domingo (9) ocorreu sem incidentes. Ambos os elencos chegaram ao estádio em paz para a decisão da Copa Libertadores da América.

Leia mais

A Polícia de Madri adotou o mesmo padrão utilizado para jogos entre Real Madrid x Barcelona, com mais de 4 mil funcionários de segurança envolvidos nas ruas da capital espanhola. 

Os trajetos dos ônibus de River Plate e Boca Juniors não foram revelados para evitar qualquer encontro com torcedores. Não houve qualquer incidente de acordo com o relatório das autoridades.

A segurança se tornou a principal pauta do clássico argentino válido pela decisão da Copa Libertadores. O segundo jogo seria realizado no dia 24, no Monumental de Nuñez, mas um ataque ao ônibus do Boca Juniors adiou a partida. A Conmebol, por falta de garantias de segurança, levou o jogo a Madri.

No ataque, torcedores do River atiraram pedras e objetos na direção dos vidros do veículo, e membros da delegação bostera acabaram feridos. O capitão e volante Pablo Pérez, por exemplo, foi atingido por estilhaços de vidro e precisou passar por um oftalmologista ainda no dia 24.

A Conmebol decidiu mudar a data para o dia 25, mas o Boca Juniors se recusou a jogar por não se sentir em condições esportivas iguais ao adversário. A entidade sul-americana reuniu os presidentes dos dois clubes dias depois e decidiu pela transferência da decisão para o Santiago Bernabéu, com a presença das duas torcidas.

O clube do bairro de La Boca tentou obter a vitória esportiva nos tribunais, culpabilizando o River Plate pelo ataque ocorrido ao ônibus da equipe. Todavia, o recurso acabou negado.

Futebol