PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2019

Fred perde pênalti e reservas do Botafogo atropelam Flu com dois de Henrique

Rodrigo Paradella

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/02/2014 18h00

Mesmo com os reservas, o Botafogo aproveitou os dois gols de Henrique e bateu o Fluminense com facilidade por 3 a 0 na tarde deste domingo, pela décima rodada do Campeonato Carioca, no Maracanã. Com isso, o Alvinegro segue vivo na competição, enquanto o Tricolor perde a liderança para o Flamengo após três rodadas. Nos minutos finais da partida, o goleiro Helton Leite ainda pegou pênalti cobrado por Fred.

O Botafogo está agora com 15 pontos, três a menos que o Vasco, quarto lugar, e quatro a menos que o Cabofriense, terceiro lugar, que se enfrentam na noite deste domingo. Já o Tricolor está a três pontos do Flamengo, que bateu o Resende por 3 a 0 no sábado, em Volta Redonda.

O clássico começou bastante animado no Maracanã. As duas equipes procuravam o ataque e mostravam qualidade em suas investidas. Logo nos três primeiros minutos de jogo, Henrique e Fred criaram bons lances para Botafogo e Fluminense, respectivamente.

Mesmo com os reservas, o Alvinegro conseguia equilibrar o duelo nos primeiros minutos. Aos 8min, Renato chegou a assustar de fora da área com um bom chute que obrigou defesa difícil de Diego Cavalieri. Pouco depois, Fred teve gol anulado por impedimento após bola alçada na área.

A partir do gol corretamente anulado de Fred, o Fluminense cresceu e tomou as rédeas da partida. Contra um Botafogo com dificuldades para trocar passes no setor ofensivo, o Tricolor levava perigo com boas jogadas de Conca, ainda que o argentino sozinho como destaque na equipe.

O domínio do Fluminense, no entanto, seria interrompido com um lance isolado do Botafogo. Aos 32min, Bruno cortou muito mal bola próximo à zaga do Tricolor e acabou ajeitando na medida para Henrique chegar batendo de esquerda e abrir o marcador com um bonito chute, sem chance para Cavalieri.

Após o gol, o Fluminense continuou a controlar a posse de bola, mas claramente dependente das jogadas alçadas na grande área em faltas da intermediária para ameaçar o rival. Em um desses lances, Fred chegou a marcar, mas novamente teve seu gol novamente anulado de forma correta.

O Botafogo conseguiu segurar a vitória parcial até o intervalo e viu o Fluminense voltar mais ofensivo para o segundo tempo, com o meia Wagner no lugar do volante Valencia, em busca de mais criatividade para superar a boa marcação do meio-campo alvinegro.

A tentativa de Renato Gaúcho chegou a assustar no começo da segunda etapa, mas, depois, acabou saindo pela culatra. Aos 20min, o Botafogo ampliou com outro gol de Henrique. No lance, Jorge Wagner arriscou de fora da área e o atacante aproveitou para aumentar para o Alvinegro. Dois minutos depois, Bolatti encaminhou a vitória do Alvinegro ao marcar o terceiro aproveitando o cruzamento de Junior Cesar.

Com a grande desvantagem no placar, o Fluminense bem que tentou uma reação, mas mostrava dificuldade em ameaçar o Botafogo, que administrava a vitória parcial com certa tranquilidade. A própria torcida tricolor passou a vaiar as tentativas frustradas da equipe de tentar uma reviravolta no marcador.

LEIA A OPINIÃO DE NOSSOS BLOGUEIROS

A liderança no placar dava calma ao Botafogo, que a aproveitava controlando a posse de bola sempre que possível. O Fluminense tentava acelerar o jogo, mas demonstrava abatimento com o resultado inesperado diante dos reservas do rival. Antes do fim, Henrique ainda desperdiçou boa oportunidade de marcar o quarto gol do Alvinegro e Fred ainda desperdiçou um pênalti, mas nada foi capaz de mudar o placar final da partida.

FLUMINENSE 0 X 3 BOTAFOGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim e Eduardo de Souza Couto
Cartões Amarelos: Valencia, Diego Cavalieri (FLU) Airton, Junior Cesar (BOT)
Gols: Henrique aos 32 minutos do primeiro tempo e aos 20 minutos do segundo tempo; Bolatti aos 22 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE
Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos (Chiquinho); Valência (Wagner), Diguinho, Jean e Conca; Rafael Sóbis (Walter) e Fred
Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO
Helton Leite; Lucas (Lodeiro), Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Airton (Gabriel), Bolatti, Renato, Daniel e Gegê (Jorge Wagner); Henrique
Técnico: Eduardo Húngaro