PUBLICIDADE
Topo

Espanhol - 2019

Messi diz que técnico holandês foi o mais importante da sua carreira

Craque argentino lembrou do seu primeiro técnico no time principal do Barcelona - PAU BARRENA/AFP
Craque argentino lembrou do seu primeiro técnico no time principal do Barcelona Imagem: PAU BARRENA/AFP

Do UOL, em São Paulo

28/03/2016 13h58

Nem Pep Guardiola, nem Luis Enrique. O técnico mais importante da carreira de Lionel Messi é o holandês Frank Rijkaard, responsável por coloca-lo em campo pela equipe profissional do Barcelona aos 16 anos, em 2004. Em entrevista ao canal egípcio MBC, o camisa 10 argentino explicou contou o motivo.

“A verdade é que todos os técnicos que tive desde que cheguei à primeira divisão me ensinaram alguma coisa. Mas eu acho que o mais importante da minha carreira foi Rijkaard”, disse.

“Se ele não tivesse confiado em mim e não tivesse decidido me colocar na equipe principal para primeiro treinar, depois jogar minha primeira partida, talvez eu não tivesse alcançado o time principal”, completou o argentino, que era tido como uma grande promessa já na base do clube catalão.

Frank Rijkaard - Arquivo/AFP - Arquivo/AFP
Frank Rijkaard foi responsável por lançar Messi entre os profissionais
Imagem: Arquivo/AFP
“Eu sempre disse que ele foi uma pessoa muito importante para mim, porque ele confiou em mim, me utilizou no tempo certo, me pegou para jogar na equipe principal e isso foi muito importante para mim”, decalarou.

Sob o comando de Rijkaard, Messi não foi eleito melhor do mundo. O holandês treinou o Barcelona até 2008, sendo substituído por Guardiola, técnico do argentino quando ele conquistou sua primeira Bola de Ouro e prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, prêmios que não eram unificados na época.

Foi com Guardiola que Messi se firmou como o astro do Barcelona, liderando o clube em dois títulos da Liga dos Campeões, da Supercopa da Europa e do Mundial de Clubes, isso sem contar títulos da Copa do Rei e do Campeonato Espanhol.

Com Luis Enrique, o argentino recuperou o prêmio de melhor jogador do mundo  e levou a tríplice coroa na temporada 2014-15, caminhando a passos largos para repetir o feito na de 2015-16.