PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Decepcionado, Kleina faz contra-proposta ao Palmeiras e cobra definição rápida

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

22/11/2013 12h03

O agente de Gilson Kleina, Anderson Suave, confirmou que o Palmeiras propôs ao técnico Gilson Kleina uma diminuição de salário, mas não quis dizer quanto. Além disso, afirmou que vai apresentar uma contra-proposta e a situação do comandante alviverde será resolvida de uma vez por todas na semana que vem.

“Eles disseram que planejam compensar a diminuição do salário mensal com bônus por objetivos conquistados. É uma proposta com produtividade. É uma proposta bem diferente do que nós imaginávamos”, afirmou o agente ao UOL Esporte. Ele afirmou que o presidente Paulo Nobre apresentou a proposta pessoalmente ao comandante. 

Segundo publicou o jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira, a diretoria teria oferecido ao treinador metade do salário atual e remuneração extra caso a equipe conquiste títulos ou cumpra metas determinadas. Logo, seus vencimentos passariam de R$ 300 mil para R$ 150 mil. O agente negou que a redução seja tão brusca. "Há uma redução, mas não é desse valor. O valor restante seria compensado com bônus de produtividade", explicou.

Suave também declarou que a diretoria do time do Palestra Itália já deveria ter definido o caso há muito tempo. “Esse contato poderia ter acontecido há mais tempo. Mas a gente respeita a diretoria do Palmeiras. Se não fizeram antes, a gente respeita essa situação. O contrato do Gilson vai até 31 de dezembro e ele não está ouvindo propostas. Entre terça e quarta vamos sentar com a diretoria e ter a definição da situação”, prometeu.

O agente disse também que vai apresentar ao Palmeiras uma contra-proposta. “Foi uma proposta, e toda proposta existe uma contra-proposta. O Palmeiras fez uma proposta de salário e objetivos de acordo com a situação do clube. Temos o direito de pedir uns ajustes. Depois de sentar com a diretoria vamos ver a situação. Há uma diferença onde vamos tentar buscar resolver da melhor maneira possível”, explicou, confirmado que os ajustes são "de ordem financeira".

A tendência é que Kleina endureça na negociação, já que ficou bastante insatisfeito com a proposta. Além da redução de salário, há outra razão que dificulta a negociação. A relação estremecida entre o treinador e o diretor executivo José Carlos Brunoro dificulta a renovação do comandante alviverde para 2014.

Futebol