PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por R$400 mil e para se livrar de constrangimento, Palmeiras tira jogo da taça de SP

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

14/11/2013 18h26

Por uma oferta de R$ 400 mil, o Palmeiras levará a partida contra o Ceará para o estádio Morenão, em Campo Grande- MS, longe da torcida da capital paulista, mesmo sendo o mandante. O jogo ocorre no próximo dia 23 e, caso o time alviverde empate ou vença o Boa Esporte neste sábado, no Pacaembu, o troféu de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro será entregue no confronto com o Ceará.

Embora o clube não fale sobre a negociação, a administração do estádio confirmou a oferta, assim como a CBF. O negócio é bem visto tanto por diretoria alviverde quanto pelos jogadores. o dinheiro é muito bem vindo ao deteriorado caixa palmeirense e a distância da exigente torcida da capital paulista também é vista como uma vantagem. O elenco não quer que as vaias conquistadas logo após o acesso, contra o São Caetano, no Pacaembu, se repitam quando o time levantar a taça.

O discurso do volante Wendel, na tarde desta quinta, comprova a tese. O jogador lembrou que nas ruas, os torcedores dizem que não querem esse título.  "A gente não fala em título. Mas primeiro lugar vai ter, porque o Palmeiras sempre tem que ficar em primeiro. A taça não importa, até porque Série B de 2003 nem se fala mais. Vamos respeitar o sentimento do torcedor, mas vamos ficar alegres de estar em primeiro lugar". 

A bilheteria também ficaria com o Palmeiras normalmente, como em qualquer jogo em que detém o mando de campo. A julgar pelo público que o time tem levado nos jogos fora de casa, a diretoria considera um bom negócio. Além disso, a calorosa acolhida do torcedor menos habituado a ver a equipe do Palestra Itália em campo também é um atrativo.

Ambos os clubes e as respectivas federações entraram em um acordo sobre a situação na tarde desta quinta-feira. Nas próximas horas, a CBF irá disponibilizar na tabela oficial do campeonato o novo local da partida, o estádio Morenão.

Futebol