PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cruzeiro pode ter sua melhor defesa e seu pior ataque nos pontos corridos

Dedé comemora gol do Cruzeiro; time leva poucos gols, mas sofre para marcar - Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.
Dedé comemora gol do Cruzeiro; time leva poucos gols, mas sofre para marcar Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

21/11/2018 04h00

O Cruzeiro é o time dos extremos no Campeonato Brasileiro de 2018. A defesa tem média de menos de um gol por jogo e tem chances reais de bater com folga melhor marca do clube desde o início dos pontos corridos. Em contrapartida, o ataque também está próximo de fechar o campeonato com o pior desempenho celeste desde 2003.

Com característica típica dos times comandados por Mano, o Cruzeiro é uma equipe que toma poucos gols. Foram 32 até aqui nas 35 partidas pelo Brasileirão. A média de 0,91 por jogo faz da equipe a sexta melhor defesa entre os vinte participantes. Desde 2003, a melhor campanha defensiva da Raposa aconteceu em 2015, com 35 gols sofridos (média de 0,92 por partida).

Dedé, do Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Por outro lado, o ataque celeste não anda lá tão bem. Por várias vezes, a torcida já questionou essa falta de gols, algo que Mano Menezes minimizou, alegando que o time estava criando as oportunidades. Mais recentemente, o treinador mudou o discurso e reconheceu que gostaria de ver a rede balançar mais vezes, citando a baixa média de menos de um gol por jogo.

O atual ataque do Cruzeiro tem 31 gols no Brasileirão. O número só não é menor que a quantidade marcada por Ceará e América, que possuem 29, e pelo Paraná, com 16 tentos. Os dois primeiros lutam contra o descenso, e o terceiro já está rebaixado. Faltando apenas três jogos para o fim do ano, é muito difícil que o time escape desse recorde negativo.

Em toda a era dos pontos corridos, a equipe fez pelo menos 44 gols, marca atingida em 2015. Para alcançá-la marca, a Raposa terá que marcar 13 gols nos últimos compromissos, contra Vitória, Flamengo e Bahia.

Gols sofridos pelo Cruzeiro na era dos pontos corridos

2018 - 32 gols em 35 jogos (média de 0,91)
2017 - 39 gols em 38 jogos (média de 1,02)
2016 - 49 gols em 38 jogos (média de 1,28)
2015 - 35 gols em 38 jogos (média de 0,92)
2014 - 38 gols em 38 jogos (média de 1)
2013 - 37 gols em 38 jogos (média de 0,97)
2012 - 51 gols em 38 jogos (média de 1,34)
2011 - 51 gols em 38 jogos (média de 1,34)
2010 - 38 gols em 38 jogos (média de 1)
2009 - 53 gols em 38 jogos (média de 1,39)
2008 - 44 gols em 38 jogos (média de 1,15)
2007 - 58 gols em 38 jogos (média de 1,52)
2006 - 45 gols em 38 jogos (média de 1,18)
2005 - 72 gols em 42 jogos (média de 1,71)
2004 - 81 gols em 46 jogos (média de 1,76)
2003 - 47 gols em 46 jogos (média de 1,02)

Gols marcados pelo Cruzeiro na era dos pontos corridos

2018 - 31 gols em 35 jogos (média de 0,88)
2017 - 47 gols em 38 jogos (média de 1,23)
2016 - 48 gols em 38 jogos (média de 1,26)
2015 - 44 gols em 38 jogos (média de 1,15)
2014 - 67 gols em 38 jogos (média de 1,76)
2013 - 77 gols em 38 jogos (média de 2,02)
2012 - 47 gols em 38 jogos (média de 1,23)
2011 - 48 gols em 38 jogos (média de 1,26)
2010 - 53 gols em 38 jogos (média de 1,39)
2009 - 58 gols em 38 jogos (média de 1,52)
2008 - 59 gols em 38 jogos (média de 1,55)
2007 - 73 gols em 38 jogos (média de 1,92)
2006 - 52 gols em 38 jogos (média de 1,36)
2005 - 73 gols em 42 jogos (média de 1,92)
2004 - 69 gols em 46 jogos (média de 1,5)
2003 - 102 gols em 46 jogos (média de 2,2)

Esporte