PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Campanha de rebaixado fora de casa no returno afasta Inter da ponta

O Inter de Odair Hellmann não conseguiu melhores resultados fora de casa - Jeferson Guareze/AGIF
O Inter de Odair Hellmann não conseguiu melhores resultados fora de casa Imagem: Jeferson Guareze/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

19/11/2018 04h00

O Internacional teve uma queda de rendimento acentuada no returno do Brasileiro. Principalmente fora de casa. Após perder para o Botafogo por 1 a 0 no domingo, o Colorado chegou aos 33,3% de aproveitamento distante do Beira-Rio na segunda metade do torneio, percentual superior apenas ao do Paraná no Brasileiro.

Considerando todos os jogos do torneio, o pior aproveitamento de pontos, por óbvio, é do lanterna, com apenas 21%. Em seguida o Vitória tem 34%, e a Chapecoense e o América-MG tem 35% e fecham o quarteto que estaria caindo.

O Internacional jogando fora de casa no returno somou apenas seis pontos em sete jogos. Ganhou do Bahia, empatou com Ceará, Vasco, Corinthians e Cruzeiro, e perdeu para Botafogo, Sport e Chapecoense. Um total de 28,5% de aproveitamento.

"Sempre temos algo a melhorar. Ganhamos do América-MG em casa, fazendo gols com troca de passe, transição, no segundo tempo eles melhoraram, tiveram chance, mas nós também, mas mesmo assim sempre tem que ter observações e ponderações para um próximo jogo. Tivemos dificuldades no primeiro tempo, o campo apresenta dificuldades para que se tenha posse de bola, tentamos, mas acabamos derrotados", disse o técnico Odair Hellmann.

E os pontos que não vieram fazem falta. Enquanto o Inter somou seis pontos fora de casa no returno, o Palmeiras fez 14, o Flamengo somou 13 e o Grêmio nove.

"O meu discurso será sempre o mesmo. O campeonato ainda está aberto, como eu sempre falei. Estamos no G-4 desde a 11ª rodada. Para título e G-4, está aberto. Classificamos para Libertadores com cinco rodadas de antecedência, nossa campanha é muito boa e segura", completou Odair.

O Internacional se prepara, agora, para encarar o Atlético-MG, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília). Em casa, ao contrário de quando joga como visitante, o retrospecto é muito bom. Único invicto como mandante no Brasileiro, o time vermelho acredita que nos dois jogos que restam no Beira-Rio possa confirmar vaga na fase de grupos da Libertadores do ano que vem.

Esporte