PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Flu não topa antecipar jogo e Grêmio deve usar reservas no sábado

Fluminense e Grêmio se enfrentam no sábado, às 16h (Brasília), no Nilton Santos - Mailson Santana/Fluminense
Fluminense e Grêmio se enfrentam no sábado, às 16h (Brasília), no Nilton Santos Imagem: Mailson Santana/Fluminense

Jeremias Wernek e Leo Burlá

Do UOL, em Porto Alegre e Rio de Janeiro

24/09/2018 14h25

O Fluminense não topou antecipar o jogo contra o Grêmio, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube gaúcho havia feito contato com os dirigentes fluminenses e pleiteava atuar na quinta-feira e não no sábado, como previsto na tabela organizada pela CBF. A justificativa da equipe carioca para recusar a mudança é a mesma que motivou a tentativa: calendário.

Com o jogo mantido para sábado, 16h (Brasília), o Grêmio deve usar reservas.

O Fluminense enfrentou o Deportivo Cuenca-EQU, na quinta-feira, em Quito, pela Sul-Americana. Nesta segunda, joga com a Chapecoense e retorna ao Rio de Janeiro somente na terça-feira. Por isso, antecipar o duelo com o Grêmio se tornou inviável.

A direção do Grêmio aguardava posição do Fluminense para falar com a CBF. Sem o aval do time mandante do jogo, os dirigentes gremistas sequer acionaram a confederação.

A tentativa do Grêmio era jogar antes do previsto para usar força máxima e aumentar as chances de se aproximar da liderança do Brasileirão. Com 47 pontos, o time de Renato é atualmente o quinto colocado.

Como enfrenta o Atlético Tucumán-ARG na terça-feira (2), pelas quartas de final da Libertadores, Renato Gaúcho deve preservar os titulares contra o Fluminense. Maicon, suspenso da segunda partida com o time argentino, pode reforçar a escalação suplente.

O Grêmio já havia tentado antecipar o jogo contra o Paraná, válido pela 25 rodada, e igualmente não conseguiu. À época, foi a CBF que não autorizou a disputa do duelo na quinta-feira, o que geraria mais tempo de preparação ao time gaúcho de olho no jogo de ida das quartas de final da Libertadores.

Esporte