PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético-MG aposta em evolução em sete rodadas por vaga na Libertadores

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

30/10/2017 04h00

São cinco pontos de distância para o Flamengo, mas mesmo assim o Atlético-MG segue acreditando na possibilidade de disputar a Copa Libertadores de 2018. Para que a meta seja atingida, o técnico Oswaldo de Oliveira confia que o time vai evoluir ainda nesta temporada, embora restem apenas sete partidas para o término do Campeonato Brasileiro.

Na visão do treinador atleticano, que tem sete jogos no comando da equipe, seis do Brasileirão e um da Primeira Liga, o Galo já apresentou evolução. Para Oswaldo de Oliveira, o Atlético ainda vai evoluir até o término da competição.

“É difícil fazer um prognóstico. Todos os jogos são difíceis para todos os times. Estamos avançando paulatinamente à medida das condições que as circunstâncias nos oferecem. Quem sabe nos próximos jogos passamos por cima das condições que não nos permitiu vencer o Botafogo e ter uma aproximação do grupo que se classifica à Libertadores”, avaliou Oswaldo de Oliveira.

Um dos pontos que o treinador do Galo vai trabalhar nos próximos dias é o ataque. Após o empate sem gols com o Botafogo, nesse domingo, no Independência, Oswaldo de Oliveira identificou que falta um pouco mais trabalho em campo com os jogadores do setor.

“Precisamos trabalhar mais e ter mais entrosamento nas jogadas de ataque. Procurar ser mais eficientes nas conclusões. Criamos boas jogadas, mas ficamos na dúvida entre passe e finalização. E isso dava tempo para a recomposição do Botafogo”, completou Oswaldo de Oliveira.

Para seguir sonhando com a sexta participação consecutiva na Libertadores, o Atlético precisa vencer o Santos, neste sábado, às 17h, na Vila Belmiro. Com 42 pontos conquistados, o Galo precisa conquistar pelo menos mais 17 dos 21 que vai disputar para atingir a meta de se classificar para a principal competição do continente.

Esporte