PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Não ajuda em nada', diz Scarpa sobre vaias da torcida do Fluminense

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/10/2017 19h09

O meia Gustavo Scarpa foi o personagem do empate por 1 a 1 entre Fluminense e Bahia, neste domingo (29), no Maracanã. Ele convivia com as vaias, mas empatou o jogo aos 31min do primeiro tempo. Discreto, não comemorou. O camisa 10 deixou clara a insatisfação com o comportamento vindo das arquibancadas.

Scarpa tem sido um dos jogadores mais perseguidos pela torcida do Fluminense na temporada. Em um grupo jovem e de opções escassas, o meia é visto como um dos únicos em condições de resolver os jogos. Quando aparece de forma tímida, sofre.

“Comemorei de forma discreta. Ajoelhei e agradeci a Deus. O torcedor tem o direito de vaiar, de falar. Mas infelizmente durante a partida isso não ajuda em nada. Pelo contrário. A nossa situação é complicada. O grupo é jovem, é o primeiro Campeonato Brasileiro de muitos”, afirmou.

“Esperávamos que eles tivessem um pouco mais de consciência. Foram dez minutos assim, diferente do que estamos acostumados”, completou.

Com o resultado, o Fluminense soma 39 pontos e está na 14ª colocação. A briga contra o rebaixamento continua.

Esporte