PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ao ataque. Atlético-MG muda esquema para tentar melhorar números ofensivos

Valdívia como titular e formação diferente. Atlético-MG tenta melhor desempenho ofensivo - Thiago Ribeiro/AGIF
Valdívia como titular e formação diferente. Atlético-MG tenta melhor desempenho ofensivo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

27/08/2017 04h00

No papel, o Atlético-MG tem um dos setores ofensivos mais poderosos do futebol brasileiro. Robinho, Fred, Cazares, Otero, Valdívia, Luan e Rafael Moura são algumas das opções do técnico Rogério Micale. Mas dentro de campo o time não tem apresentando um bom futebol e vem sofrendo com a falta de gols. Neste domingo, contra a Ponte Preta, às 16h, no Moisés Lucarelli, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético vai ter uma nova formação, para tentar melhor o desempenho ofensivo na competição.

São apenas 22 gols marcados até o momento. Desempenho melhor apenas do que Coritiba, Avaí e Atlético-GO. Para tentar mudar a situação e ver o time subir na classificação, atualmente é apenas o 13º colocado, mais próximo da zona do rebaixamento do que do G-6, o técnico Rogério Micale vai mandar a campo um Atlético diferente.

Na escalação e na formação tática. Um Galo mais leve, mais veloz e com menos volantes. Assim projeta o treinador o time que vai enfrentar a Ponte Preta. Com Rafael Carioca fora do clube, negociado com o Tigres, do México, o treinador resolveu optar por um esquema com apenas dois volantes. Assim, Adilson e Elias serão os jogadores da posição no duelo deste domingo, em Campinas.

“Muda um pouco a dinâmica do time, mas joguei grande parte da carreira com dois volantes. Para mim não é surpresa, pois me sinto à vontade. Tem tudo para dar certo”, comentou Adilson, que volta ao time após cumprir suspensão contra o Fluminense.

E foi justamente o jogo passado que influenciou na mudança de Rogério Micale. No primeiro tempo, com três volantes – Roger Bernardo, Yago e Elias – o Atlético foi muito mal. Se não fossem as boas defesas de Victor, era para o placar ser mais do que 1 a 0 para o Fluminense ao término dos 45 minutos iniciais.

No segundo tempo, com um volante a menos e Valdívia em campo, o Galo cresceu. Fez o gol do empate e criou chances para virar. No fim, uma falha de marcação e o segundo gol tricolor. Apesar do resultado negativo, o treinador gosto do que viu e é isso que vai tentar repetir contra a Ponte Preta. Valdívia aberto pela esquerda, Luan pela direita, Cazares centralizado e Rafael Moura na área. Assim vai ser o ataque do Galo.

“O Valdívia é um jogador interessantíssimo. É um jogador de muita qualidade. Está aprendendo a jogar de maneira diferente no Atlético. Ele vai ajudar da melhor maneira dentro do que o Micale quer. Se ele jogar, será orientado para ajudar a equipe a conquistar as vitórias”, analisou o capitão Leonardo Silva, que aposta num crescimento do Atlético a partir deste jogo com a Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X ATLÉTICO-MG

Data: 27 de agosto de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 22ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Assistentes: Bruno Boschilla (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Fernando Bob, Elton, Jádson e Léo Artur (Felipe Saraiva); Emerson Sheik e Léo Gamalho.
Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Bremer e Fábio Santos; Adilson, Elias, Valdívia e Cazares; Luan e Rafael Moura.
Técnico: Rogério Micale.

Esporte