PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Luis Fabiano anuncia despedida, mas volta atrás e pode jogar em Goiânia

Do UOL, em São Paulo

28/11/2015 19h06

Luis Fabiano deixou o gramado do Morumbi muito emocionado após a vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense. E, em meio ao seu discurso, confirmou que esta foi sua última partida com a camisa do São Paulo, já que, por conta de um acordo com a diretoria, ele não viajará paga Goiânia para enfrentar o Goiás, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Uma vitória do Inter sobre o Fluminense, no complemento da rodada, pode mudar a situação.

"Eu quero sair e ficar com essa marca aqui, e não a marca de Goiás. Esse é meu último jogo no Morumbi. Foi uma decisão em conjunto, que se tivesse uma vitória nossa, eu poderia ficar de fora do último jogo", declarou Luis Fabiano, em entrevista ao Premiere. Na zona mista, o jogador explicou que sua ausência não está confirmada: "depende do resultado do Inter. Se precisar e eu estiver em condição, eu acredito que sim".

Em entrevista coletiva após a vitória, o técnico Milton Cruz disse que, se houver necessidade, vai pedir para que o atacante jogue na última partida do Brasileirão.

"Se tiver com as chances de classificar para a Libertadores eu não ia forçar, mas se ele recuperar, puder jogar, eu quero contar com ele até o final. Ele vai ficar com essa lembrança bonita (do Morumbi). Se ele tiver legal e a gente estiver precisando, vou tentar falar com ele para usar ele", afirmou o treinador, que também revelou que o artilheiro jogou o segundo tempo inteiro sentindo uma lesão, que pode afastá-lo do duelo com o Goiás. 

A vitória deste sábado, no entanto, será inesquecível para Luís Fabiano.

"(A partida) Sofrida, mas no final perfeita. Poderia ser diferente, com sofrimento, mas valeu pela vitória, valeu pela luta, pelos três pontos. É uma emoção muito grande, são muitos anos de dedicação. Muitos anos da minha vida dedicados a esse time, muito amor ao time, foi sofrido, entre amor e ódio, o que vale são as lembranças boas, que vão ficar. Agradeço a todo torcedor pelo carinho e pelos anos que demonstraram de lealdade. Houve muita mensagem de carinho, de apoio, de agradecimento. É isso que vou levar, hoje, infelizmente, tomamos a virada, depois conseguimos o gol para sair com a vitória. É isso que fica como lembrança do último jogo ", agradeceu o atacante. 

Luis Fabiano foi chamado de pipoqueiro no início do confronto por parte dos torcedores, mas logo gritos de apoio encobriram as críticas ao atacante. Experiente, Luis Fabiano disse entender como normal as críticas por seu futebol.
 
"Alguns criticam, que é normal, alguns não gostam, mas no geral, houve mais torcedores leais, que entendem que futebol não é um jogador, é grupo. Se futebol não fosse assim, o Messi não seria o que é hoje no Barcelona. Foi bom enquanto durou, até breve. Espero voltar como colaborador ou alguma coisa, porque a ligação com esse time é muito grande. Espero voltar um dia para esse time", torceu Luis Fabiano.
 

Esporte