PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Santos quer compensação financeira da CBF por perda de vaga na Libertadores 2013

Laor não quer Muricy escalando "cabeças de bagre" devido a desfalques - Divulgação/Santos FC
Laor não quer Muricy escalando "cabeças de bagre" devido a desfalques Imagem: Divulgação/Santos FC

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo*

12/11/2012 14h06

Sem nenhuma chance de qualificação para a edição 2013 da Libertadores, o Santos chega às rodadas finais do Campeonato Brasileiro já debruçado em planos para a próxima temporada, mas com discurso de menos ousadia, em razão da ausência no torneio sul-americano. O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro admitiu nesta segunda-feira que o clube pensa em uma espécie de compensação financeira pelo fato de ter perdido jogadores importantes durante parte da temporada.

A bronca santista reside especificamente no desfalque de Neymar em mais da metade do Brasileirão. A estrela da Vila Belmiro serviu a seleção olímpica e principal do Brasil em uma série de compromissos e acabou sendo no final das contas um mero coadjuvante na Série A. Em diferentes momentos, o time de Muricy Ramalho ainda abriu mão de Rafael, Arouca e Ganso, hoje no São Paulo.

"Entendemos que é justo que o Santos busque alguma forma de compensação, fomos prejudicados porque temos talento. Porque a diferença é brutal. Se fosse um elenco sem talento, se o Muricy fosse obrigado a escalar 11 'cabeças de bagre', não seríamos prejudicados. Isso acontece porque nossos craques estão na seleção. É uma frustração muito grande", manifestou o presidente santista, argumentando sobre o irônico castigo de sofrer com as consequências de ter um elenco de primeiro nível.

Luis Alvaro afirmou que poderá tentar o diálogo com a CBF a respeito de alguma alternativa de compensação. No entanto, o cartola disse que ainda estuda o impacto das convocações da seleção na temporada santista e que também ouvirá seus dirigentes mais próximos antes de tomar uma decisão. 

LAOR NEGA AÇÃO POR RONALDINHO

  • Pedro Ivo Almeida/UOL

    Dirigente admitiu contato com Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG, mas negou ter conversado sobre a contratação do meia. Leia mais

Neymar disputou apenas 15 das 35 partidas do Santos no Brasileiro. Mesmo assim conseguiu anotar 12 gols, quase um por jogo.

 

A três rodadas do desfecho do Brasileirão, o Santos ocupa apenas a 12ª colocação, com 46 pontos, distante do pelotão de classificação para a Libertadores.

SANTOS ENCOMENDA NOVO CALENDÁRIO E ESPERA CONTAGIAR OUTROS CLUBES

Com a experiência de perder jogadores em razão de conflitos de datas com a seleção brasileira, o Santos espera encabeçar um movimento entre clubes e federações por uma repaginada no calendário do futebol brasileiro. O clube contratou o consultor em gestão esportiva Amir Somoggi para esboçar uma nova proposta de configuração de campeonatos locais.

"Contratamos este estudo e estamos na iminência de recebê-lo. Queremos um calendário que seja mais sensato para os clubes. Mas não queremos liderar nenhum movimento. Esta é apenas uma colaboração do Santos ao futebol brasileiro. Vamos mostrar o estudo aos outros clubes, à CBF. Esperamos abrir este debate", declarou Luis Alvaro em evento nesta segunda-feira em São Paulo. 

*nota atualizada às 19h15

Esporte