PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton compartilha vídeo antivacina do coronavírus, apaga e se defende

Lewis Hamilton compartilha publicação antivacina e apaga após críticas - LEONHARD FOEGER / POOL / AFP
Lewis Hamilton compartilha publicação antivacina e apaga após críticas Imagem: LEONHARD FOEGER / POOL / AFP

Do UOL, em São Paulo

27/07/2020 11h12Atualizada em 27/07/2020 12h41

O piloto da Fórmula 1 Lewis Hamilton compartilhou um vídeo com viés antivacina nos stories do seu Instagram. Após receber críticas de fãs, ele apagou a publicação e fez um texto em sua defesa, no qual disse não ser contra as vacinas, mas ter incertezas sobre sua eficácia.

No vídeo, o bilionário Bill Gates fala em uma entrevista à emissora norte-americana CBS. Ele explicou que não houve efeitos colaterais nas vacinas e desmentiu que elas conteriam chips de rastreamento. Gates lidera os esforços para encontrar uma vacina para o novo coronavírus nos Estados Unidos.

O problema do vídeo compartilhado por Hamilton estava na legenda. O criador de conteúdo King Bach havia escrito "eu me lembro de quando contei a minha primeira mentira", insinuando que as falas de Gates eram falsas.

Hamilton apagou a publicação e disse que não leu a legenda do vídeo antes de compartilhar. Ele escreveu um texto para explicar sua opinião e pedir desculpas.

Hamilton justificativa instagram - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

"Oi pessoal. Percebi alguns comentários em minha postagem anterior sobre a vacina contra o coronavírus e quero esclarecer meus pensamentos, pois entendo por que eles podem ter sido mal interpretados. Primeiro, eu realmente não tinha visto o comentário, então isso é totalmente minha culpa e tenho muito respeito pelo trabalho de caridade que Bill Gates faz", escreveu Hamilton.

"Também quero deixar claro que não sou contra uma vacina e, sem dúvida, será importante na luta contra o coronavírus, e espero que seu desenvolvimento ajude a salvar vidas. No entanto, depois de assistir ao vídeo, senti que mostrava que ainda há muita incerteza sobre efeitos colaterais importantes e como será financiado", continuou.

O piloto se desculpou e disse que ainda está aprendendo. "Eu posso nem sempre acertar na minha publicação, sou apenas um humano, mas estou aprendendo à medida que avançamos. Envio-lhes positividade."

Fórmula 1