PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ao estilo do irmão Gabriel, Sophia Medina segue firme na etapa da Austrália

Sophia Medina - reprodução/Instagram
Sophia Medina Imagem: reprodução/Instagram
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

20/05/2022 00h06

Ela conhece bem o caminho do sucesso.

Afinal de contas, acompanhou de perto a escalada do irmão rumo ao posto de maior surfista do mundo em três ocasiões.

É com esse espelho que Sophia Medina trabalha forte para tentar trilhar o mesmo caminho de Gabriel.

A jornada é longa e precisa ser seguida passo a passo, bateria a bateria.

No ano passado, ela venceu uma etapa do QS pela 1ª vez e faturou o título sul-americano.

Agora, a missão é o Challenger Series, circuito duríssimo da divisão de acesso, que garante 6 vagas no feminino para o Championship Tour - a elite da World Surf League - em 2023.

sophia - WSL - WSL
Sophia Medina passou para a 2ª fase em Manly Beach, na Austrália
Imagem: WSL

Na 1ª etapa realizada em Snapper Rocks, na Gold Coast, ela não foi bem. Ficou em 4º lugar e se despediu do campeonato logo na estreia.

Mas no 'GWM Surf Pro', em Sydney, começou dando o troco.

Em condições difíceis com ondas de 1 a 4 pés, Sophia liderou grande parte de sua heat, e passou para a 2ª fase em 2º lugar, atrás da alemã Rachel Presti.

Com a classificação, ela se coloca entre as 32 melhores do torneio.

O próximo round será de novo com disputas de 4 atletas. A paulista de Maresias vai enfrentar a havaiana Keala Tomoda-Bannert, a brasileira/havaiana Luana Silva e a americana Samantha Sibley,

Sophia terá companhia da compatriota Anne dos Santos, que avançou em 1º na estreia, deixando a portuguesa Teresa Bonvalot em 2º. Foi a estreia de Anne no Challenger, que herdou uma das vagas e entrou como suplente.

As outras duas brasileiras foram eliminadas.

Summer Macedo estava na mesma bateria de Sophia, ficou em 4º e se despediu com a 49ª posição.

A catarinense Laura Raupp somou 10,00 pontos, ficou em 3º, 0,90 atrás da japonesa Minami Nonaka, somou apenas 700 pontos, na 33ª colocação.

mateus - WSL - WSL
Mateus Herdy voando direto para a 2ª fase em Manly Beach
Imagem: WSL

Chave masculina

A sexta-feira marcou o encerramento da 1ª fase em Manly Beach para os homens.

Dos 3 brazucas que competiram, 2 avançaram e um se despediu.

Deivid Silva e Mateus Herdy ficaram em segundo e seguem na etapa. Eduardo Motta foi o 4º na mesma bateria de DVD.

Além deles, serão 10 representantes do time vede e amarelo no round de 48: Michael Rodrigues, Alejo MUniz, Willain Cardoso, Edgard Groggia, Matheus Navarro, Alex Ribeiro, Lucas Silveira e Thiago Camarão.

Torcendo para que a galera reaja e quebre as ondas.

E consiga bons resultados em Sydney, para apagar o fraco desempenho da semana passada no evento de estreia do Challenger Series.

chloe - WSL - WSL
Chloé Calmon está na semi do Longboard na Austrália
Imagem: WSL

Chloé Calmon na semi

Simultaneamente com as pranchinhas, rola essa semana na praia de Manly, a 1ª etapa do mundial de Longboard.

Com o Brasil perto do título. Chloé Calmon está entre as 4 finalistas, a duas vitórias do caneco.

Na semi, a craque carioca vai enfrentar a local Tully White.

Se passar, Chloé faz a decisão contra a vencedora do duelo entre a havaiana Honolua Bloomfield - tricampeã mundial - e a americana Soleil Errico.

A janela do grande festival de surfe por lá vai até o dia 24.

por @thiago_blum / @surf360_