PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Coutinho

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Yago Pikachu vive o ano mais eficaz da carreira

Yago Pikachu, do Fortaleza, faz seu 2º gol contra o Ceará, nas oitavas da Copa do Brasil - Lucas Emanuel/AGIF
Yago Pikachu, do Fortaleza, faz seu 2º gol contra o Ceará, nas oitavas da Copa do Brasil Imagem: Lucas Emanuel/AGIF
só para assinantes
Rodrigo Coutinho

Rodrigo Coutinho é jornalista e analista de desempenho. Acredita que é possível abordar o futebol de forma aprofundada e com linguagem acessível a todos.

Colunista do UOL

07/07/2022 04h00

Se tem um jogador que pode resolver a vida do Fortaleza logo mais, diante do Estudiantes, em La Plata, pela volta das oitavas de final da Libertadores, é Yago Pikachu. Mesmo com pouco mais da metade da temporada corrida, ele já alcançou o maior número de contribuições diretas em gols em um ano desde que se profissionalizou.

Em 41 jogos feitos até aqui em 2022, o ala-direito marcou 17 gols e deu oito assistências. 25 contribuições efetivas. Duas a mais do que as 23 de 2018. Mais de uma a cada dois jogos, um número sensacional. Muito disso se deve a total liberdade que tem com Vojvoda.

Dentro do modelo de jogo implementado pelo argentino, Pikachu não ataca somente aberto pela direita. Ele faz constantes diagonais em direção a área, ataca as costas da defesa adversária quando há espaço, se aproxima dos atacantes como um meia-central também.

Isso se deve aos apoios que o zagueiro pela direita tem como missão no Leão. Na função que originalmente é de Tinga, mas foi feita recentemente por Landázuri e Habraão, o jogador se projeta em amplitude no ataque, liberando os movimentos de Pikachu em outras direções.

01 - Fonte: Opta - Fonte: Opta
Os números de Pikachu na ótima temporada que faz em 2022
Imagem: Fonte: Opta

Seja no Paysandu, no Vasco, ou, agora, no Fortaleza, o atleta sempre teve uma alta taxa de contribuição ofensiva. A temporada de pior desempenho neste aspecto aconteceu em 2020, ano do último rebaixamento do Cruz-Maltino, quando fez dois gols e duas assistências. Dados que são decepcionantes para o ''Padrão Pikachu'', mas seriam bons para qualquer outro atleta da sua posição de origem.

Ele atuou alguns anos como ponta também, o que ajudou no alcance das estatísticas. Na disputa interna do elenco do Fortaleza em 2022, lidera tábua de artilheiros em números gerais, mas também na média de gols. Balançou as redes seis vezes mais do que Romero e Moisés, dupla de ataque titular. As oito assistências lhe garantem o posto de garçom. Tem três a mais do que Moisés, o segundo colocado.

02 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
O exemplo da flutuação de Pikachu(amarelo) para o meio e o zagueiro do Fortaleza(vermelho) atacando aberto pela direita
Imagem: Rodrigo Coutinho
03 - Rodrigo Coutinho - Rodrigo Coutinho
Pikachu atacando a profundidade nas costas da zaga adversária é uma constante
Imagem: Rodrigo Coutinho

Na Libertadores, o foco desta quinta-feira, Pikachu mostrou sua presença para gols em quatro dos sete jogos. Dois gols e quatro assistências. Está entre os oito jogadores que mais geram tentos na competição e só deu menos passes para gols do que Bruno Henrique nesta edição. Não será surpresa se o camisa 22 decidir na noite de hoje.