PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rodolfo Rodrigues: Corinthians decepciona na estreia do Paulistão

Willian e Renato Augusto em ação pelo Corinthians contra a Ferroviária - Ettore Chiereguini/AGIF
Willian e Renato Augusto em ação pelo Corinthians contra a Ferroviária Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

25/01/2022 23h26

O Corinthians estreou no Paulistão 2022 contra a Ferroviária nesta terça-feira (25) e ficou apenas no empate por 0 x 0, mesmo atuando em seu estádio, na Neo Química Arena, diante de 23 903 torcedores. Apesar de pressionar o time de Araraquara por quase 90 minutos, o time de Sylvinho não encontrou o caminho do gol e decepcionou no jogo que marcou a volta do meia Paulinho.

Com exceção do centroavante Jô, Sylvinho teve todos os jogadores à disposição e iniciou a partida com algumas modificações em relação ao time titular que disputou a reta final do último Brasileirão. Na lateral esquerda, Lucas Piton pegou a vaga do veterano Fábio Santos. No meio-campo, Du Queiroz barrou Gabriel (que pode se transferir para o Internacional). Já no comando do ataque, Gustavo Mantuan começou como centroavante no manjado esquema 4-1-4-1 de Sylvinho.

No primeiro tempo, o Corinthians começou levando uma pequena pressão da Ferroviária, mas logo tomou conta do jogo, principalmente com a qualidade nos passes de Renato Augusto, Willian e Giuliano pelo meio. Na primeira etapa, de acordo com as estatísticas do SofaScore, o Corinthians teve mais posse de bola (58% x 42%), mais finalizações (8 x 6), sendo três certas no gol da Ferroviária. Na segunda etapa, a pressão do Corinthians foi maior (74% x 26% de posse e 15 x 1 nas finalizações), mas nem isso serviu para fazer o time de Sylvinho abrir o placar.

Aos 16 minutos, Sylvinho tirou Mantuan e Du Queiroz para colocar Gabriel Pereira e Paulinho. A mudança fez o time melhorar. Paulinho, que mostrou boa forma física, criou chances de gol e até apareceu na área muitas vezes para tentar o cabeceio, fazendo até a função de centroavante em alguns momentos. Aos 34, Gustavo Mosquito entrou no lugar de Willian, cansado, mas não teve tempo para mudar o panorama da partida.

Pelo desempenho, pela intensidade, o Corinthians não foi tão mal. Mas a falta de gol e o resultado magro em casa acabou decepcionando. Como no Brasileirão, o time de Sylvinho não sentiu a falta de um centroavante. Róger Guedes criou bastante, mas pecou nas finalizações. O treinador vai precisar agora acertar o time e a pontaria de seu ataque. E rápido!

Siga Rodolfo Rodrigues no Instagram

Siga Rodolfo Rodrigues no Twitter