PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Flamengo e São Paulo quebram jejuns de vitórias fora de casa

Gabigol faz o segundo do Flamengo contra o Vélez Sarsfield, pela Libertadores - Marcelo Cortes / Flamengo
Gabigol faz o segundo do Flamengo contra o Vélez Sarsfield, pela Libertadores Imagem: Marcelo Cortes / Flamengo
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

20/04/2021 23h42

São Paulo e Flamengo estrearam com vitória na Copa Libertadores 2021 nesta terça-feira (20) com boas vitórias fora de casa. De quebra, encerram longos jejuns.

O tricolor paulista, que venceu o Sporting Cristal em Lima, no Peru, por 3 x 0, quebrou uma invencibilidade de 21 jogos do time peruano e ganhou seu primeiro jogo como visitante na Libertadores depois de 6 anos e 12 jogos. Sua última vitória havia sido no dia 16 de abril de 2015, quando bateu o Danúbio, no Uruguai, por 2 x 1. Desde então, empatou 4 jogos e perdeu 8, sendo os últimos 7 antes desse jogo contra o Cristal.

Já o Flamengo conseguiu um ótimo resultado diante do Vélez Sarsfield, na Argentina, quebrando um jejum de 20 anos sem vitória no país vizinho em competições sul-americanas. Seu último triunfo por lá havia sido em 2001, quando venceu o San Lorenzo por 2 x 1, pela extinta Copa Mercosul. Desde então, perdeu 2 jogos e empatou outros 5.

Na vitória de virada sobre o atual líder do Campeonato Argentino, alguns jogadores do Flamengo conseguiram números importantes. Willian Arão, que fez o primeiro gol do Fla na partida, chegou a 27 jogos pelo clube na competição, se tornando o 5º jogador com mais partidas pelo rubro-negro na Libertadores.

Já o atacante Gabigol, que marcou o gol de empate (2 x 2), fez seu 16º gol de pênalti pelo Flamengo em 17 cobranças e chegou a 12 gols pelo clube na Libertadores, ficando agora 4 gols de alcançar Zico, o maior artilheiro do clube na competição com 16 gols.

Bom início para Flamengo, que mais uma vez se credencia como forte candidato ao título.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL