PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Quem são os técnicos com mais rebaixamentos nos pontos corridos desde 2003

Vanderlei Luxemburgo durante Vasco e Corinthians - Marcello Zambrana/AGIF
Vanderlei Luxemburgo durante Vasco e Corinthians Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

26/02/2021 15h11

Técnico com com mais títulos, jogos, vitórias e participações na história do Brasileirão desde 1959, Vanderlei Luxemburgo sofreu seu primeiro rebaixamento na carreira ao não conseguir evitar a queda do Vasco para a Série B em 2020.

Desde sua estreia em 1983, Luxa participou 27 Brasileiros, ganhou 5 títulos (1993 e 1994 pelo Palmeiras, 1998 pelo Corinthians, 2003 pelo Cruzeiro e 2004 pelo Santos), disputou 774 jogos e venceu 350 partidas. Sem acertar sua renovação, o treinador comandou o clube pela última vez na vitória contra o Goiás pela 38ª rodada.

Nesse Brasileirão 2020, além de Luxemburgo, outros técnicos rebaixados foram Eduardo Barroca (Botafogo), o paraguaio Gustavo Morínigo (Coritiba) e Gláuber Ramos (que assumiu o clube interinamente no 2º turno). Na era dos pontos corridos, desde 2003, nenhum deles havia sido rebaixado, assim como Luxa, entre aqueles que comandaram o clube no jogo que confirmou matematicamente a queda para a Série B.

Na história, 12 clubes lideram o ranking de rebaixamentos com duas quedas cada: Adílson Batista, Antônio Lopes, Eduardo Baptista, Enderson Moreira, Givanildo Oliveira, Jorginho Campos, Lori Sandri, Márcio Araújo, Marquinhos Santos, Ney Franco, Toninho Cecílio e Vágner Mancini.

Técnicos com mais rebaixamentos no Brasileirão na era dos pontos corridos (2003-2020)

Técnicos com mais títulos na história do Brasileirão (1959-2019):
5 - Lula (1961, 1962, 1963, 1964 e 1965)
5 - Vanderlei Luxemburgo (1993, 1994, 1998, 2003 e 2004)
4 - Muricy Ramalho (2006, 2007, 2008 e 2010)
4 - Rubens Minelli (1969, 1975, 1976 e 1977)
3 - Ênio Andrade (1979, 1981 e 1985)
3 - Osvaldo Brandão (1960, 1972 e 1973)

Técnicos com mais participações na história do Brasileirão (1959-2020):
27 - Vanderlei Luxemburgo
26 - Abel Braga
26 - Antônio Lopes
25 - Emerson Leão
24 - Geninho
23 - Evaristo de Macedo
22 - Telê Santana
22 - Zagallo
21 - Ênio Andrade
21 - Nelsinho Baptista
21 - Valdir Espinosa

Técnicos com mais jogos na história do Brasileirão (1959-2020):
774 - Vanderlei Luxemburgo
554 - Abel Braga
520 - Cuca
501 - Muricy Ramalho
495 - Antônio Lopes
489 - Celso Roth
466 - Levir Culpi
454 - Geninho
450 - Renato Gaúcho
429 - Telê Santana

Técnicos com mais vitórias na história do Brasileirão (1959-2020):
350 - Vanderlei Luxemburgo
235 - Muricy Ramalho
223 - Cuca
215 - Abel Braga
203 - Levir Culpi
201 - Celso Roth
189 - Renato Gaúcho
188 - Antônio Lopes
187 - Telê Santana
182 - Emerson Leão

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL