PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Sem Fla e com Flu, SBT perde mais da metade do Ibope da Libertadores no Rio

Siga o UOL Esporte no
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

19/05/2021 00h21

A potência do Flamengo nos números do Ibope foi demonstrada na noite desta terça-feira (18) pelo resultado obtido pelo SBT com a transmissão de Fluminense 1 x 2 Junior Barranquilla (COL), pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. No comparativo com o desempenho da transmissão do Rubro-Negro na semana passada (empate em 2 a 2 com o Unión la Calera), a emissora de Silvio Santos perdeu mais da metade dos telespectadores ao exibir o Tricolor das Laranjeiras.

Segundo dados prévios de audiência, obtidos pela coluna, o jogo narrado por Luiz Alano, com comentários de Leandro Quesada e Washington, marcou 9 pontos de média com picos de 10 na Grande Rio de Janeiro. No mesmo horário, a Globo obteve 29 com "Império" e "No Limite" e a Record obteve 9 com "Gênesis", "Topíssima" e "Power Couple Brasil 5".

Comparando-se com os resultados da semana passada entre o Flamengo e a equipe chilena, que marcou 19 pontos de média, o canal perdeu 52,6% do público de sete dias atrás. Outro ponto relevante é que o Rubro-Negro levou o SBT para a liderança de Ibope, enquanto o Fluminense não chegou perto disto.

No momento de máxima audiência, o Tricolor das Laranjeiras marcou 10 pontos contra 24 da Globo, que não foi incomodada com o reality "No Limite". Mais que isso: no primeiro tempo, a Record venceu o SBT na média, algo que não havia acontecido com a Libertadores do SBT no Rio de Janeiro com clubes cariocas: 11 pontos da Record contra 8 do SBT. No fim, houve um empate no segundo lugar.

O resultado só não é mais baixo do que jogos envolvendo times de outros estados no Rio, como Grêmio e Santos, que não passaram da marca dos 5 pontos de audiência na cidade carioca.

A menor audiência do Fluminense na Libertadores quando a Globo exibia a competição foi em Caracas (VEN) x Fluminense, em 13 de fevereiro de 2013, quando o jogo marcou 14 pontos. Ou seja, este é o pior resultado de um jogo do Fluminense na Libertadores na TV aberta.

São Paulo empata com a Record, mas chega a picos de 11 pontos

Já o jogo transmitido para São Paulo e grande parte do país conseguiu a vice-liderança novamente empatada com a Record. A derrota do São Paulo para o Racing, por 1 a 0, marcou 9 pontos de média com picos de 11 pontos na Grande São Paulo e empatou no segundo lugar com a Record. A Globo foi líder com 23 pontos.

No primeiro tempo, a Record venceu na capital paulista por 11 a 9. Mas no segundo tempo, o SBT virou o jogo e ganhou de 10 a 7 da sua principal concorrente. Nos minutos finais, inclusive, com a possibilidade de um empate ocorrer no Morumbi, o SBT chegou a atingir 11 pontos contra 16 pontos da Globo e o "No Limite" — é o maior Ibope da Libertadores 2021 na capital paulista até agora. O jogo foi narrado por Téo José, com comentários de Mauro Beting, Edmílson e Nadine Basttos.

Os dados podem sofrer alterações no consolidado divulgado nesta quarta (19) pelo Ibope.