PUBLICIDADE
Topo

Campanha pressiona governo por 22 milhões de testes de coronavírus

Coronavírus teste - Getty Images
Coronavírus teste Imagem: Getty Images

De Ecoa, em São Paulo

31/03/2020 19h29

Começa hoje (31) uma campanha para pressionar o governo brasileiro a realizar testes de Covid-19 na população de regiões socialmente mais vulneráveis do país. Chamada Janela da Pressão, a iniciativa tem o intuito de cobrar o Ministério da Saúde e a Anvisa a realizarem cerca de 22 milhões de exames.

A meta diz respeito a um número de testes estabelecidos pelo próprio órgão de saúde federal. No começo do surto no país, a ideia era disponibilizar cerca de 1 milhão de exames. Na última quarta-feira, porém, com o aumento exponencial de casos, o Ministério da Saúde subiu o número para 22,9 milhões.

A prioridade até o momento tem sido testar quem já está com sintomas que demonstram quadro mais agravado da doença. Com a falta de diagnósticos, muitos casos não são notificados. Estudo divulgado no domingo pela Escola Higiene e Medicina Tropical de Londres aponta que só um caso a cada dez contaminados é registrado pelo governo.

Um dos maiores problemas desse cenário é que se torna cada vez mais difícil pensar em soluções eficazes contra a propagação do vírus. Por isso, a campanha pretende fazer pressão para que governantes adquiram mais exames e testem mais pessoas, em especial as que estão em maior vulnerabilidade social e econômica.

A campanha é iniciativa da Purpose, empresa que pressiona pela criação de políticas públicas no combate a desigualdades, e tem início em cinco cidades brasileiras — São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Manaus —, realizando projeções em prédios. Também está disponível uma petição de apoio em seu site.

Veja o horário e o local das projeções:

São Paulo

31/3 - Praça Júlio de Mesquita, Campos Elíseos (20h)

2/4 - Edifício Altino Arantes, Centro (20h)

7/4 - Praça da Bandeira, Centro (20h)

9/4 - Edifício Santa Branca, av. Duque de Caxias com av São João, ou Largo do Arouche (20h)

Rio de Janeiro

31/3 - R. São Salvador, 80 - Laranjeiras (18h30 às 22h)

02/4 - R. São Salvador, 80 - Laranjeiras (18h30 às 22h)

07/4 - R. São Salvador, 80 - Laranjeiras (18h30 às 22h)

Recife

31/3 - Rua Ribeiro de Brito, fachada de empresarial (19h-22h)

2/4 - Estrada das Ubaias, 419, Casa Forte (19h-22h)

7/4 - Rua Ribeiro de Brito, fachada de empresarial (19h-22h)

9/4 - Estrada das Ubaias, 419 Casa Forte (19h-22h)

Salvador

31/3 - Barra - Rua João Ponde (20h)

2/4 - Pelourinho - Casa de Jorge Amado (20h)

7/4 - Farol Da Barra - Prédios em frente o farol da Barra (20h)

9/4 - Rio Vermelho - Largo da Dinha, Casa de Iemanjá (20h)

Manaus

31/3 - Edifício Cidade de Manaus, Centro (18h30 às 22h)

2/4 - Edifício Cidade de Manaus, Centro (18h30 às 22h)

7/4 - Edifício Cidade de Manaus, Centro (18h30 às 22h)

Ecoa